10 sinais que chegou a hora de você investir em um sistema de gestão jurídico - Parte 1 - advogados autonomos

10 sinais valiosos de que chegou a hora de você investir em um sistema de gestão jurídica – Parte 1

10 sinais que chegou a hora de você investir em um sistema de gestão jurídico - Parte 1

Estamos constantemente em contato com advogados e responsáveis por departamentos jurídicos de tamanhos e tempo de mercado distintos. E não é incomum entre estes advogados a dúvida: é mesmo a hora certa de investir em um sistema de gestão jurídica?

Nós da ProJuris, com as mais de duas décadas de experiência com tecnologia para o setor jurídico  separamos 10 questões cruciais e respostas que impactam nesta decisão, tanto em um escritório quanto num departamento jurídico.

Ao final da leitura deste post e do próximo, temos certeza que você vai concluir que já passou da hora de fazer este investimento.

Ícone número 1

Quer ter mais tempo para atuar em atividades estratégicas?

Um bom software jurídico permite automatizar processos rotineiros do escritório como por exemplo: pagamento de fornecedores, controle de despesas e custas de processo, faturamento, recolhimento de impostos. Quando feitos manualmente, estes processos tomam tempo e estão sujeitos a erros operacionais.

E, pior ainda, com o aumento do volume de clientes e casos que você controla na área jurídica, você começa a perder o controle dos clientes para os quais trabalhou, os itens que já foram faturados e assim por diante! Com um software jurídico que automatize estes processos, os você passa a ter mais tempo para atuar em funções estratégicas e que podem trazer novas oportunidades para o negócio.

Essa automatização vai além das questões processuais; ela acontece também na gestão financeira do seu escritório, no relacionamento com os seus clientes e no planejamento e avaliação contínua da gestão. Está aí um bom motivo para investir em um software de gestão jurídica!

Separador de texto

Ícone número 2

Calcular o valor de uma causa ou processo é trabalhoso e está sujeito a erros?

Em meio a tantas atribuições, todos estamos sujeitos a cometer erros. E um dos erros mais comum é a falha no cálculo do valor de uma causa ou processo. Imagine quão desagradável seria, seu cliente se deparar com um valor incorreto da causa, especialmente quando confiança é a base fundamental do negócio!

Este cálculo é impactado por correções financeiras baseados em índices de mercado. Ter a possibilidade do software fazer a atualização dos indicadores destes índices de forma automática é muito mais seguro porque minimiza possíveis erros na digitação manual destes valores. Afinal,  são mais de 20 índices econômicos e judiciais como: IGP, IGPM, INPC, IPC, IPCA, Selic, TJ, TR-Bacen e muitos outros.

Significa independência de terceiros para obtenção destes índices e garantia de provisionamento correto de contencioso para sua contabilidade ou cliente. E pense na economia de tempo ao deixar de fazer essa atualização manualmente: você reaproveita cálculos e ganha no mínimo 50% de produtividade!

Todos os índices são calculados com sua base histórica, ou seja, é possível calcular valores de causas ou processos iniciados em anos anteriores e fazer a correção com base nos valores históricos dos índices desejados – por exemplo, IGPM de 3 anos atrás. Sabe o que isso significa? Mais produtividade e assertividade nos cálculos de valores das causas ou processos!

Separador de texto

Ícone número 3

Você já pensou em gerenciar eletronicamente seus documentos?

Petições, procurações, laudos, pareceres técnicos, documentos societários, e outros papéis envolvidos em processos judiciais: pilhas de pastas e papéis.

Um escritório de advocacia é o local ideal para encontrar uma boa quantidade de documentos em diversas versões. E, sendo você um advogado cauteloso e que zela pelas informações dos seus clientes, é bem possível que você tenha cópias de todos os documentos em um endereço físico.

LEIA TAMBÉM  5 dicas de identidade visual e fortalecimento de marca para escritórios de advocacia

Se você tem o desejo de eliminar esta pilha de pastas e papéis, já tem o segundo motivo para ter um software jurídico para gestão. Através de um software jurídico você faz a gestão eletrônica de documentos (GED), através da digitalização dos mesmos. E ganha em segurança da informação, cópias eletrônicas, versionamento, e controle de acesso aos documentos.

Outro ganho que você terá com este sistema é a busca dos documentos pelo nome do cliente, ou por processo. Em um clique, você visualiza todos os processos do cliente, e todos os documentos do processo. Não é motivo suficiente para investir em um sistema de gestão jurídico? Então, vamos ao próximo.

Separador de texto

Ícone número 4

Sua análise gerencial e o acompanhamento do planejamento está em dia?

Possuir todas as informações centralizadas e em tempo real, permite obter os indicadores de acompanhamento de gestão de forma mais rápida, com exatidão e qualidade.

E como ter estas informações centralizadas? A resposta, de novo, é: através de um bom software jurídico. Com este sistema de gestão jurídica você poderá gerar as informações que precisar através de planilhas dinâmicas e relatórios sobre sua massa processual.

Com a quantificação e valoração de todos os dados envolvidos no atendimento dos processos incluídos no sistema, a informação qualificada estará disponível para a tomada de decisões estratégias.

Outro benefício que você vai perceber claramente é poder fazer uma avaliação da performance corporativa e minimização dos riscos do negócio. E para finalizar, poderá compartilhar estas informações ao conhecimento corporativo, o que facilita o repasse do acompanhamento do planejamento e fortalece o alinhamento do conhecimento do cenário atual e futuro dos negócios.

Separador de texto

Ícone número 5

Acompanhar as contingências por cliente é fundamental para tomar decisões e ajustar as velas do seu escritório ou departamento jurídico

Conforme falamos no item #4, através do software jurídico você pode ter todas as informações da massa processual centralizadas. A partir de  relatórios para acompanhamento de contingências por clientes e indicadores em cima destas informações, você consegue entender a situação atual do negócio e da sua área jurídica de forma rápida, sem perder tempo.

E ao mesmo tempo, pode tomar as decisões necessárias para ajustar as velas e o rumo do barco. Além disso, possuir todas as informações em um mesmo local padroniza o trabalho de todo o time e permite um controle muito mais amplo do andamento geral do escritório. Velocidade e assertividade no momento da tomada de decisão significa mais profissionalismo na gestão do seu escritório e no acompanhamento das contingências. Motivo bem forte para o advogado investir agora em um software de gestão, não é mesmo?

Separador de texto

Próxima página >>

E agora?

Se você ficou desconfortável com algum dos itens acima talvez seja hora de pensar em conhecer e experimentar algum software jurídico especializado em sua realidade. Entender o que você precisa é o primeiro passo. O mercado oferece boas opções com diferentes funcionalidades e aplicações.

Lembre-se, que o software precisa ser fácil de usar, e ser acessível de qualquer lugar onde você esteja! Nós do ProJuris sugerimos que você acesse este link e comece agora e faça um teste com uma solução simples e completa.

[contact-form-7 id=”1021″ title=”Formulário de contato 1″]

Comentários 2

  1. Pingback: 10 sinais valiosos de que chegou a hora investir em um sistema de gestão jurídico – Parte 2 | ProJuris

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *