A Importância da Senha, por Gabriel Cherem

Diariamente nos deparamos com telas de autenticação para acessarmos os mais diversos serviços, como home banking, redes sociais e sistemas corporativos. Com isso nos vemos obrigados a memorizar uma quantidade monumental de senhas.

O que a maioria das pessoas acaba fazendo é utilizar a mesma senha para diversos sites. E pior! Acabam usando a própria data de nascimento ou a dos filhos, CPF, telefones, nomes ou sobrenomes. Um hacker com disposição para invadir uma conta pesquisará a partir destas escolhas mais óbvias (que são informações públicas), mesmo que pareçam originais para o usuário.

Enquanto a autenticação por biometria não se populariza, precisamos nos acostumar a conviver com uma infinidade de senhas. Aqui vão algumas dicas de segurança que você deve observar quando ao criar uma senha:

  • nunca utilize a mesma senha para diversos sites (é possível que algum desenvolvedor destes sites tenha acesso a sua senha, neste caso ele terá acesso aos seus demais serviços online);
  • não crie senhas óbvias, como data de nascimento, casamento, aniversário dos filhos, CPF, nomes de parentes etc;
  • renove as senhas pelo menos uma vez por ano. O ideal é fazer isto mensalmente, especialmente sites mais importantes como do home banking;
  • jamais “empreste” sua senha para terceiros. Tudo que a pessoa fizer na sua conta, será creditado a você, afinal, a senha é para uso pessoal. Na hipótese de ter que fornecer a senha para outra pessoa (para um teste ou uma situação muito específica), altere a senha logo em seguida.

Um truque simples para criar e memorizar senhas complexas é escolher uma frase familiar, como por exemplo um verso, poema, trecho de alguma música, e usar as iniciais. Por exemplo “batatinha quando nasce, espalha rama pelo chão” daria “bqnerpc”. Uma senha relativamente forte, mas muito fácil de lembrar. O ideal seria “fortalecer” a senha alternando maiúsculas e minúsculas e acrescentando um caractere especial no fim ou no começo, o que daria “BqNeRpC!”, uma senha forte.

Aplicativos como o LastPass também ajudam a lidar com diversas senhas. Este, por exemplo, pode ser instalado no seu smartphone ou como plug-in no navegador. O que ele faz é servir como um cofre para guardar todas as suas senhas, reduzindo-as a uma única senha. Embora ofereçam privacidade, vale recortar que suas senhas estão confiadas às empresas detentoras destes aplicativos e que, tecnicamente, nada impede o acesso a elas. Por isso, leia sempre a política de privacidade do fornecedor.

 

Gabriel é diretor de produto na DUO Tecnologia.