Como convencer seu superior a adotar um software jurídico?

ProJuris Empreendedorismo, Finanças 0 Comments

A tecnologia é um recurso que veio para ficar e transformar a rotina de muitos escritórios. Se seu chefe ainda não se convenceu dos benefícios de um software jurídico, separamos alguns argumentos que podem te auxiliar.

A tecnologia se tornou uma grande aliada para quem atua no mercado jurídico. Com tantos afazeres, prazos, audiências e reuniões para serem lembrados, os softwares que auxiliam na rotina se tornaram imprescindíveis para a profissão, deixando os escritórios mais ágeis e competitivos, além de proporcionar maior eficiência na hora de prestar serviços.

Mesmo assim, pode ser que seu superior ainda não esteja convencido de que a adoção de um software com este propósito pode, de fato, transformar o dia a dia e trazer muitas melhorias seja para a administração do escritório – seja para o financeiro, seja para a qualidade dos trabalhos.

Separamos alguns argumentos que podem auxiliar você a convencê-lo de que a modernização é um investimento que pode trazer retornos rápidos e muita satisfação:

Pastas e documentos não serão mais problema

Todo advogado sabe da importância dos documentos e pastas presentes no seu dia a dia. No entanto, além de ocuparem boa parte do espaço físico do escritório, arquivos demandam um grande esforço para serem organizados. Não raras exceções, alguns escritórios necessitam de profissionais específicos apenas para gerenciar papeis.

Tente mostrar ao seu superior que, com apenas alguns cliques, é possível ter acesso a todo tipo de informação de um cliente em uma pasta eletrônica. Afinal, um software não só os mantêm organizados, como também permite liberar muitos papeis que podem estar atravancando espaços e que, certamente, podem ser mais bem aproveitados.

Por meio do GED, um sistema de Gestão de Documentos, o advogado pode arquivar cópias, organizar e separar todo tipo de documentos, permitindo que acesse as informações mais relevantes de um cliente de forma rápida e fácil.

LEIA TAMBÉM  Meu escritório não tem quem cobre clientes inadimplentes: e agora?

A cobrança pelos serviços será mais eficiente e organizada

Por meio do time sheet, o advogado é capaz de enviar ao seu cliente uma fatura discriminada com clareza acerca dos serviços prestados. Esse tipo de conduta costuma conquistar muitos clientes, uma vez que demonstra transparência e profissionalismo com relação à cobrança dos honorários. Ou seja, o cliente sabe exatamente pelo que está pagando.

Além disso, o time sheet é uma ferramenta capaz de mensurar a produtividade dos colaboradores, permitindo que o escritório avalie questões como motivação e eficiência – e, consequentemente, crie políticas internas que possam potencializar o faturamento da sua banca.

É possível controlar andamentos e publicações evitando a perda de prazos

O que é mais temeroso para um advogado do que perder um prazo? Um software jurídico permite que os andamentos e publicações sejam acompanhados de forma automática, permitindo uma maior organização com relação aos prazos dos processos.

Além disso, o software possibilita que todas as informações relativas a um processo sejam incluídas dentro de um sistema e organizadas de forma a gerar relatórios estratégicos que auxiliam tanto na elaboração de peças, quando na participação em reuniões.

Para quem quer gerenciar diversos clientes com eficiência, ter acesso a relatórios organizados e que sintetizam as informações mais relevantes do processo, o software, de fato, pode fazer toda a diferença.

E você, já adotou um software para o seu escritório? Conte para a gente tudo que mudou na sua rotina desde então!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *