dress code para advogados autônomos home office, modo de se vestir e produtividade

Dress code para home office: como a forma de se vestir influencia na produtividade do advogado autônomo

ProJuris Dia a Dia 0 Comments

Quando um profissional afirma trabalhar em casa, a reação imediata das pessoas é apontar o fator mais vantajoso em se trabalhar como home office: ficar de pijamas o dia inteiro. O advogado autônomo, no entanto, assim como todos os demais profissionais liberais que trabalham diretamente de suas casas, entende que isso não se aplica à sua realidade e perfil de atendimento ao público, sendo necessária sensatez e muita disciplina.

É verdade que ao trabalhar em casa existe uma flexibilidade maior ao se vestir, e quem escolhe como o profissional deve se vestir para trabalhar é ele mesmo. Ainda assim, a necessidade de se vestir bem para trabalhar, mesmo que seja no sofá da sala, neste caso tem muito menos a ver com a imagem que o advogado transmite, mas sim com a sua produtividade.

São diversos os fatores que influenciam e podem prejudicar a produtividade do advogado autônomo que trabalha como home office, desde o ambiente, iluminação, barulho, até as roupas que o profissional utiliza para trabalhar. Confira algumas dicas de como utilizar sua vestimenta para impulsionar a produtividade no home office.

Mude de roupa para trabalhar

Para muitos profissionais, trabalhar no mesmo ambiente em que se dorme e com as mesmas roupas é definitivamente contraproducente. E tudo bem se sentir assim. Existe fundamentação teórica e científica para isso. A psicóloga Renata Green, da plataforma online de sessões de terapia por vídeo chamada Zenklub, afirma que “o cérebro precisa ativar um gatilho que indique é hora de trabalhar”.

Segundo a psicóloga, quando se trabalha no mesmo ambiente em que se dorme e se veste da mesma forma como se deita, o cérebro tem dificuldades em assimilar que o momento de descanso já acabou, provocando lentidão no trabalho do profissional e, em consequência, menor produtividade.

Por isso além de, na medida do possível, adaptar seu lar para algo mais próximo do ambiente corporativo, tire os pijamas e vista-se para trabalhar. Contudo, isso não significa abrir mão do conforto. O advogado autônomo que trabalha com home office dispõe de uma flexibilidade muito maior no dress code e pode se dar a alguns pequenos luxos, e não é necessário vestir seu melhor terno para trabalhar em casa.

 

LEIA TAMBÉM  Como controlar sua inadimplência em períodos de austeridade de custos?

Cada cérebro responde de diferentes maneiras aos estímulos a ele atribuídos. Por isso, não há outra forma de descobrir a forma ideal de se vestir para trabalhar com home office. É preciso testar. Experimente peças confortáveis, que você poderia usar em um escritório e que também podem ser utilizadas em casa. Como um suéter, por exemplo. Trabalhar com pantufas e bermudas é perfeitamente praticável, inclusive isso já ocorre em alguns escritórios.

Faça testes com diferentes tipos de vestimenta. Além disso, adote métodos disciplinares, como um sistema de metas diárias; e certifique-se de que sua atuação como advogado autônomo home office não é somente confortável e econômica, mas também eficiente e produtiva!

Horários podem ajudar

Criar uma rotina de horários pode facilitar o processo de transição do modo “casa” para o modo “trabalho”. Defina horários para trabalhar e parar de trabalhar, desta forma fica mais fácil se preparar e ativar o cérebro.

Defina uma rotina de atendimento aos clientes

Dar alguma dica relacionada a centralizar os atendimentos presenciais sempre no mesmo horário, próximo com as idas ao fórum etc, desta forma ele consegue ficar com uma roupa mais informal e confortável pro trabalho de escritório e outra roupa mais formal para a “rua”.

- conversão projuris ONE melhor software jurídico para advogados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *