O que quer dizer ‘Banco de dados na nuvem’?

ProJuris Curiosidades, Dia a Dia, Dicas 0 Comments

Antes de definirmos ‘banco de dados na nuvem’, é preciso remontarmos ao conceito de ‘computação na nuvem’ – do inglês Cloud Computing -, que se refere a uma gama de camadas tecnológicas que permitem armazenar e acessar dados e sistemas via internet. Em outras palavras, a infraestrutura de TI (servidores, bancos de dados etc.) deixa de estar alocada internamente dentro de uma organização, que passa a utilizar a infra de um fornecedor dotado de gigantescos datacenteres (nuvens).

A computação, portanto, permite que as organizações utilizem sistemas e equipamentos remotamente, como um serviço. Ao invés de instalar máquinas e softwares internamente, passamos a utilizá-los virtualmente, pagando apenas pelo que foi utilizado (conforme acordo pré estabelecido).

O Banco de Dados na Nuvem, portanto, é um destes serviços. Do inglês Database as a Service (DBaaS), é também conhecido como Banco de dados como Serviço. Falando em termos práticos, é a entrega do software de banco de dados como um serviço, alocado fisicamente no datacenter do fornecedor – que também pode ser chamado de provedor.

Como saber quando se trata de um banco de dados na nuvem?

Existem alguns requisitos que podem ser verificados para se certificar de que o banco de dados está na nuvem:

  • O serviço deve estar disponível para os usuários sob demanda, sem qualquer exigência para a instalação e configuração de qualquer hardware ou software máquina-a-máquina. A utilização, portanto, é totalmente virtual.

  • O serviço deve ser pago como uma assinatura, de acordo com o que foi estabelecido em contrato em relação a capacidade de armazenamento e processamento, desempenho etc.

  • O fornecedor (provedor) é responsável pela gestão do serviço, sem qualquer exigência para que o cliente possa manter, atualizar, ou administrar seu banco de dados.

LEIA TAMBÉM  5 vantagens da agenda digital para a “agenda-caderninho”

Benefícios da utilização de banco de dados na nuvem

Entre as vantagens da contratação de um serviço de banco de dados na nuvem, destacam-se estas três:

Redução de custos

As empresas podem realizar economias de investimento significativas através da compra de capacidade de banco de dados e funcionalidades conforme necessário para sua operação. Além disso, toda a manutenção é feita pelo fornecedor, não precisando contratar prestadores de serviços ou então, poupando os profissionais internos de TI do trabalho operacional, liberando-os para atividades mais estratégicas para o negócio.

Rapidez de provisionamento

O tempo de instalação, updates e atualizações torna-se muito mais curto, sendo, inclusive feitos automáticamente conforme especificado em contrato.

Escalabilidade facilitada

Conforme a evolução do negócio, é possível aumentar a capacidade de desempenho do banco, sem necessidade de parar as atividades dos usuários e com rapidez.

Segurança e confiabilidade

Toda a administração – tarefas como backup, recuperação, tuning, otimização, patching, modernização etc. – passa a ser de responsabilidade do provedor, com base nas políticas acordadas previamente, e o trabalho pode ser automatizado ou agendado com antecedência.

Este post foi útil para você? Comente e compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *