Por que advogados são chamados de doutores?

ProJuris Curiosidades 3 Comments

Dom Pedro Primeiro criou, através da lei do Império de 11 de agosto de 1827, dois Cursos de Ciências Jurídicas e Sociais, que em seu artigo 9º menciona o título (grau) de doutor para advogados:

Art. 9.º – Os que freqüentarem os cinco annos de qualquer dos Cursos, com approvação, conseguirão o gráo de Bachareis formados. Haverá tambem o gráo de Doutor, que será conferido áquelles que se habilitarem com os requisitos que se especificarem nos Estatutos, que devem formar-se, e sò os que o obtiverem, poderão ser escolhidos para Lentes.” (sic)

Segundo a lei, o título de Doutor é concedido após a aprovação em uma prova de conclusão do curso na época.

LEIA TAMBÉM  As perguntas de entrevista para realmente conhecer um candidato

Acesse agora 2ª edição da Revista ProJuris e encontre outras curiosidades jurídicas.

email

Comentários 3

  1. Não é o que o leigo entende em “…será conferido áquelles que se habilitarem com os requisitos que se especificarem nos Estatutos, que devem formar-se, e sò os que o obtiverem, poderão ser escolhidos para Lentes…”.
    1) o que é “se habilitarem”?
    2) quais são os “requisitos” que se especifica e em que “estatutos”?
    3) e o que é “ser escolhido para Lente”?
    Só um leigo querendo entender…

  2. A aderência a esse tipo de titulação não demonstra outra coisa que não mediocridade. A lei é imperial, estamos em uma república. Doutor é aquele aprovado em tese de doutorado. Simples!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *