Você fala bem em público?

ProJuris Dia a Dia 0 Comments

Você com certeza deve conhecer algum profissional que se comunica muito bem, que possui uma oratória impecável. E não é a única pessoa que nota isso, todo mundo percebe. Você, no entanto, é um pouco tímido e tem pavor só de pensar em plateia e público e ter que falar para um número relevante de pessoas. E pior que isso, falar em público é uma tarefa necessária na sua carreira.

Associa-se ‘falar em público’ geralmente às palestras, conferências, exposições. Isso também, claro. Mas não podemos esquecer que falar em público pode ser pensado como uma visita ao cliente ou uma simples reunião da sua empresa ou escritório. Pensando dessa forma, nota-se o quão essencial esta habilidade é ao profissional.

Mas é obrigatório falar bem? Não necessariamente, mas em um mundo onde as pessoas estão se tornando cada vez mais críticas e exigentes devido à facilidade de acesso ao conhecimento, a fala tem um papel imprescindível. É ela a responsável por esclarecer as informações e ao mesmo tempo dar segurança para a sua equipe ou para uma pessoa que contratou os seus serviços de que tudo está sendo realizado da maneira mais correta e transparente possível. Afinal, nada para dar mais credibilidade a um profissional que o famoso “olho-no-olho”.

E se você é um daqueles profissionais tímidos, que quer aperfeiçoar o dom da fala, aqui vão algumas dicas especiais e – espero – libertadoras.

Seja você e fale apenas sobre coisas que você acredita

Sinceridade é uma coisa que você precisa transmitir pra alguém quando estiver falando. Mas não conseguirá fazer isso sem transmitir para você mesmo primeiro. ‘Ser você’ parece algo muito óbvio e até vago, mas as outras pessoas percebem quando alguém está querendo ‘criar uma imagem’, se passar por alguém que não é. Se você é alguém sério e estiver ministrando uma palestra ou conduzindo uma reunião na sua empresa, por exemplo, não tente forçar piadas ou assumir um personagem que não te deixe à vontade. Geralmente o resultado é negativo.

LEIA TAMBÉM  As perguntas de entrevista para realmente conhecer um candidato

Da mesma forma, é importante que você acredite naquilo que fala. Repare como tentar defender um argumento ou propagar uma ideia com a qual você não é conivente parece difícil. Isso porque você não consegue defender este ponto de vista com todas as suas referências e força de vontade. Por isso, mais uma vez, seja sincero consigo mesmo.

Use exemplos, analogias e, se necessário, o Power Point

Grandes palestras e grandes diálogos acontecem apenas à base das analogias e exemplos. Com eles, você consegue criar personagens, acontecimentos que sensibilizam as pessoas e que ajudam a ilustrar argumentos mais amplos. Ilustrar seu diálogo significa criar algo que as pessoas possam visualizar. E caso você precise de uma ferramenta pra isso, use uma apresentação do Power Point para te auxiliar. Sempre pense numa palestra ou numa apresentação como uma narrativa, com começo, meio e fim.

Ninguém que te ouve está esperando que as coisas deem errado

Esse é um ponto importante para você trabalhar consigo mesmo, pois muitas pessoas tímidas também são pessimistas em relação a como as outras pessoas a reparam. Fique tranquilo. Ninguém está torcendo para que você erre uma palavra ou esqueça algum trecho de sua apresentação. Muito pelo contrário. Todos estão querendo ouvir o que você tem a dizer. E caso você esqueça de alguma coisa, aproveite o espaço para brincar com isso ou para humanizar o seu diálogo. As pessoas preferem escutar outras pessoas falarem, do seu próprio jeito, com a sua própria personalidade. Ser humano é imprescindível.

email

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *