“Desorganização” é um vilão para o jurídico em 2019, segundo Censo Jurídico

Compartilhe este conteúdo:
Sem tempo para ler? Clique no play abaixo e ouça esse conteúdo:

A segunda edição do Censo Jurídico feito pela Projuris traz dados importantes sobre o setor jurídico. Segundo o levantamento, por exemplo, cerca de 42% dos advogados excedem 8 horas diárias de trabalho. E, em média, 18% acreditam que o grande vilão em 2019 para o jurídico será a desorganização.

Bem, a desorganização muitas vezes é o principal motivo de advogados terem que trabalhar mais do que o necessário. Essa prática, além de não ser saudável, é um sinal de que o desempenho do escritório ou do departamento jurídico podem estar comprometidos.

Se você, advogado, é obrigado constantemente a trabalhar mais do que acordado para cumprir a demanda, confira como sua rotina pode estar sendo prejudicada pela desorganização. Vamos ao diagnóstico:

Quais os reflexos de uma gestão jurídica desorganizada?

1 – Trabalhar mais que o necessário

Muitos ainda são os que acreditam que trabalhar muito é sinal de produtividade. Na verdade, produtividade não está, necessariamente, atrelada às horas trabalhadas, mas sim na relação entre quantidade e qualidade do que foi produzido.

Tudo bem ter que, às vezes, fazer hora extra para dar conta de todas as tarefas. Mas quando isso se torna algo habitual, trabalhar demais pode trazer danos psíquicos e físicos à saúde. A linha que separa uma pessoa dedicada ao trabalho daquela que se tornou um workaholic é delimitada, muitas vezes, pelos problemas de saúde e de relações interpessoais.

2 – Investir muito tempo em algo que deveria ser simples

Se você já teve a sensação de dedicar muito tempo a algo repetitivo e que poderia ser resolvido de forma rápida e simples, provavelmente não foi apenas uma sensação. A desorganização no departamento jurídico impossibilita o dinamismo no ambiente de trabalho. Tarefas que deveriam ser rápidas, por falta de organização e planejamento, podem demorar o dobro do tempo para serem executadas.

3 – Dificuldade em mostrar resultados

Para departamento jurídicos: a sua área é vista na empresa como uma área que gera custos ou resultados?

Em um departamento jurídico desorganizado é comum que seja mais difícil mostrar o valor do setor. Isso porque a equipe foca demais no dia a dia e não sobra tempo para tomar ações estratégicas e que mostrem os resultados obtidos.

Não permita que a importância do jurídico seja questionada. Levante dados e informações sobre o desempenho do setor, apresente os resultados obtidos nos últimos meses e os objetivos que foram alcançados. Se for preciso, convença a diretoria a adotar um software jurídico para ajudar nessa tarefa.

4 – Não há aumento da produtividade

Mesmo com muito tempo destinado ao trabalho, a produtividade não aumenta. A equipe toda se dedica e fica após o horário mas, mesmo assim, o setor parece estagnado. Por mais paradoxal que pareça, dedicar mais horas ao trabalho não é garantia de aumento na produtividade.

Isso porque o setor, na verdade, necessita de processos mais dinâmicos e que tornem a rotina mais ágil. Você não precisa dedicar mais tempo ao trabalho, mas sim agilizar e otimizar os processos diários já existentes.

Como responder à desorganização? 

Papéis e trabalhos repetitivos não fazem mais parte do novo conceito de organização, foram substituídos por digitalização e automação.

A tecnologia no jurídico não representa apenas organização e agilidade, mas também um setor mais estratégico e eficiente. Ao migrar seu jurídico para o digital você poderá medir, por exemplo, a produtividade da equipe, visualizar resultados em gráficos e tomar decisões estratégicas e aumentar sua percepção do negócio.

Antes de sacrificar parte da sua saúde mental e física para dar conta do trabalho, considere que o problema não está no tempo mas, sim, na forma como você o utiliza. A ProJuris possui softwares jurídicos para responder diretamente a desorganização, tanto em escritórios de advocacia como em departamentos jurídicos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site is protected by reCAPTCHA and the Google Privacy Policy and Terms of Service apply.