Indicadores de performance: é melhor ser produtivo ou eficiente?

Produtividade e eficiência são as palavras da vez no universo corporativo. É na direção delas que você deve orientar seu negócio, certo?

Em partes. Na verdade, há consequências em optar por cada indicador – e elas nem sempre são boas. Por isso, é preciso se perguntar: qual dos dois fatores é mais indicado para avaliação de performance?

Apesar das semelhanças entes os termos, existem algumas diferenças fundamentais em seus conceitos que devem ser levadas em conta antes de escolher o prisma pelo qual se avaliará a performance de algo.

O que é produtividade? 

A primeira coisa que se pode dizer a respeito de produtividade é que trata-se de um conceito subjetivo. O que você entende por produtividade pode ser, e provavelmente é, diferente do que significa produtividade para o colega ao seu lado, seu chefe, ou seu subordinado.

Exemplo disso reside na própria origem da palavra. Surgida no século XIX, produtividade era uma palavra quase sempre relacionada à agricultura. O quanto determinada área de terra poderia gerar vida. Hoje, a palavra é quase sempre relacionada a pessoas. Uma estimativa de quanto trabalho um indivíduo, ou grupo de pessoas, pode entregar.

Portanto, por mais que existam variações de métricas entre negócios e segmentos, produtividade é uma medida para quantidades de produto finalizados ou trabalhos realizados em determinado tempo.

O que é eficiência? 

Diferentemente de produtividade, é possível definir eficiência com maior objetividade. Eficiência é a equação entre resultado final e recurso investido.

Os recursos, no entanto, podem variar em tempo, dinheiro, ou outros componentes. Além disso, só é possível estipular a eficiência de algo em termos de comparação. Deve-se comparar o primeiro estágio ao estágio final, considerando-se os recursos empregados para realização da tarefa, ou conclusão do produto para determinar.

Considerando que a produtividade mede quantidade de produtos e trabalho em um período de tempo, e tempo pode, sim, ser considerado um recurso, há uma grande margem para que se confunda ambos os termos.

De qualquer forma, produtividade se refere ao tempo que algo leva para ser feito; enquanto eficiência se trata dos recursos investidos para que algo seja feito. 

Produtividade ou eficiência: por onde se basear?

A resposta é simples: baseie-se por ambos, com flexibilidade. Nenhum dos dois pode ser inteiramente ignorado, bem como não se pode fundamentar seu negócio 100% em somente um indicador de performance.

Você pode utilizar indicadores de produtividade – como um timesheet, por exemplo – para calcular a performance de pessoas. E utilizar indicadores de eficiência para calcular o ROI (Retorno sobre Investimento) de uma ferramenta. Dessa forma, você poderá observar que uma ferramenta eficiente pode tornar seus funcionários mais produtivos, e seu negócio mais lucrativo.

Pense nos dois indicadores como parte de uma balança, onde o sucesso reside no equilíbrio.

cta software jurídico projuris

 

Comentários 1

  1. O grande problema é encontrar o equilíbrio para o escritório produzir e ser eficiente, penso que não há fórmula, apenas o cotidiano nos fará encontrar o caminho do sucesso, concebido com muita aplicação e dedicação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *