6 formas de evitar ações trabalhistas contra a sua empresa

21/08/2020
 / 
29/09/2022
 / 
6 minutos

Toda empresa, que deseja crescer de forma sustentável, alcançar posições relevantes no mercado e construir um bom posicionamento mercadológico, precisa seguir algumas limitações legais e atender as questões jurídicas inseridas no contexto empresarial, além de evitar ações trabalhistas contra ela.

Ações e processos trabalhistas contra empresas dos mais diversos segmentos são elementos cada vez mais presentes no Brasil, afetando o futuro das organizações e, muita das vezes, interferindo na imagem da marca.

Nesse sentido, pequenos, médios e grandes negócios não estão isentos a sofrerem com indenizações e processos trabalhistas que podem gerar grandes danos, bem como prejuízos financeiros, falência corporativa e a disseminação negativa no mercado.

Pensando na importância de construir uma marca positiva no mercado, preparamos este post. Nele, você, empreendedor, verá 6 dicas simples para evitar ações trabalhistas contra a sua empresa e não fazer parte das estatísticas mercadológicas. Continue lendo!

Navegue por este conteúdo:

Como evitar ações trabalhistas?

Não restam dúvidas que sofrer ações trabalhistas pode afetar o futuro e o lucro de qualquer organização, certo? Por isso, é fundamental buscar medidas para evitar essa triste realidade e construir uma marca forte no mercado.

Sendo assim, confira algumas providências que podem, além de evitar negligências, resultar em maior economia para a empresa:

Não prometa o que você não pode cumprir

Não é novidade para ninguém que o colaborador que se sente insatisfeito e ferido em relação aos seus direitos possui bons motivos para entrar com uma ação trabalhista contra a empresa, não é mesmo? Isso pode acontecer por diversos motivos, bem como:

  • Falhas na comunicação interna;
  • Ruídos;
  • Promessas não cumpridas;
  • Prometer brindes e não entregar, como moldes de injeção;
  • Objetivos inalcançáveis.

Portanto, ao contratar um novo funcionário, deixe tudo muito claro e repasse todas as informações corretas: salário, benefícios, folgas e todos os elementos que possuem relação com o ambiente de trabalho.

Dessa forma, é possível evitar ações trabalhistas, promover o bem-estar individual e contribuir com a motivação do profissional durante o seu período de trabalho.

Realize uma pesquisa de clima organizacional

O clima organizacional é responsável por promover um ambiente de trabalho agradável, garantir a integração entre as equipes e aumentar a produtividade. Por isso, é considerado um fator de crescimento sustentável dentro das empresas.

Sendo assim, é fundamental tornar o bom clima organizacional uma meta de trabalho a ser alcançada. Inclusive, assim é possível avaliar o nível de satisfação dos colaboradores e buscar meios para alcançá-la.

Nesse sentido, você pode implementar uma pesquisa de satisfação na empresa, divulgá-la entre os colaboradores e colher os resultados. Com o bem-estar da equipe elevado, é possível reduzir as chances de sofrer com ações trabalhistas.

Conheça e cumpra a lei para evitar sofrer com ações trabalhistas

Outro ponto que não deve ser negligenciado é o cumprimento da legislação, tanto a trabalhista quanto a previdenciária. Para isso, é fundamental conhecê-las, e isso inclusive, além das normas da CLT, todas as limitações que permeiam as profissões.

baixe a planilha de honorários e saiba quanto cobrar em todos os estados do Brasil

Com isso, é importante destacar que todo empreendedor pode (e deve) avaliar alguns decretos relevantes, portarias, normas regulamentadoras e todos os acordos que visam a relatividade das profissionais e dos segmentos de mercado.

Depois disso, siga todas as orientações e pague os colaboradores de forma correta, com todas as contribuições e questões legais. No entanto, não há possibilidade de economizar nesses recursos, uma vez que o investimento pode ser um pouco elevado, mas antes atuar na legalidade e não sofrer ações trabalhistas do que o contrário, não é mesmo?

Ofereça uma boa qualidade de vida a equipe

A qualidade de vida também pode interferir na satisfação do funcionário e gerar ações trabalhistas. Afinal, empresas que não atendem as normas de segurança ou oferecem condições mínimas de trabalho, podem acabar sendo afetadas com processos judiciais.

Além disso, quando a empresa oferece uma atividade de trabalho que não respeita a qualidade de vida do colaborador, este último fica sujeito a pedir indenizações que retribuam os danos causados pelo ambiente de trabalho.

Por isso, tenha em mente a importância de oferecer boas condições de trabalho e fique atento às questões de insalubridade, atividades de risco e equipamentos de proteção, se houver necessidade.

Invista na satisfação dos funcionários e evite ações trabalhistas

Percebe que a maioria das dicas está relacionada com a satisfação do colaborador? Pois bem, além de cumprir com as questões legais, é fundamental promover a satisfação dos funcionários, a fim de garantir um clima organizacional agradável.

Abra sua conta no Projuris ADV

Para isso, busque ser transparente, respeite os direitos dos trabalhadores, crie um canal para ouvir ideias e melhorias e faça com que a equipe realmente goste de trabalhar. É possível optar por outros meios, como:

  • Benefícios;
  • Bonificação por meta atingida, como objetivos de vender um número maior de deck de madeira;
  • Descontos em estabelecimentos, como cinemas, restaurantes e teatros;
  • Flexibilidade de horários;
  • Descontos em mensalidades de cursos ou até mesmo em universidades;
  • Entre outras medidas.

Dessa forma, um funcionário satisfeito certamente não irá agir de má-fé. Ao perceber que seus direitos foram respeitados, fica impossível de entrar com ações trabalhistas.

Capacite o seu time de Recursos Humanos

Assim como as áreas de produção, marketing, finanças e outras devem ser treinadas e orientadas, o departamento de recursos humanos deve ser capacitado para lidar com as mais diversas situações.

Com isso, é fundamental que o RH respeite todas as limitações legais e elimine qualquer possibilidade de os funcionários serem prejudicados. Em outras palavras, esta área deve ser competente e, em todas as ocasiões, seguir o que a lei determina.

Nesse sentido, é possível realizar as contratações e desligamentos de forma correta, reduzindo significativamente as chances de sofrer com ações trabalhistas. Inclusive, o seu negócio estará mais protegido, pois, existe um time competente para gerar essa segurança.

No entanto, quando a equipe de RH não é treinada e orientada de forma eficiente, você acaba abrindo espaço para sofrer com ações trabalhistas que podem afetar o futuro da sua empresa.

Importância de evitar ações trabalhistas para crescer de forma sustentável

Por fim, percebe-se que evitar ações trabalhistas é uma medida necessária para crescer de forma sustentável, obter bons resultados e construir uma marca forte no mercado.

Para isso, é importante seguir algumas recomendações e dicas voltadas ao contexto empresarial, a fim de manter tudo conforme a lei determina. Com isso, é possível evitar prejuízos financeiros e garantir a satisfação dos funcionários em geral.

Gostou do nosso post sobre como evitar ações trabalhistas? Então, compartilhe com os amigos empresários e deixe o seu comentário!

Esse artigo foi escrito por Beatriz Barros, Criadora de Conteúdo do Soluções Industriais

Quer ficar saber mais sobre Direito Trabalhista?  Faça seu cadastro e receba as novidades em seu e-mail.

Use as estrelas para avaliar

Média 5 / 5. 3

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Deixe um comentário