Como mensurar o lucro do seu escritório de advocacia?

11/04/2018
 / 
06/06/2023
 / 
6 minutos

Para saber se o seu escritório de advocacia está gerando lucro ou prejuízo não é preciso fazer cálculos muito complexos, certo? Basta somar todas as receitas e depois subtrair as despesas, custos e impostos. No entanto, será que apenas estes números fornecem ao advogado uma análise adequada dos lucros da sua banca? Se você respondeu “não”, você acertou! Isso porque, o simples resultado destes cálculos não permitem que o advogado tenha nenhuma pista sobre de onde vem o lucro do seu escritório e, mais do que isso, o que fazer para melhorar a saúde financeira da sua banca.

Para ter uma análise mais assertiva acerca dos lucros, vale a pena, então, mensurar o lucro do seu escritório de advocacia através de diferentes métricas. Para saber mais, então, sobre quais são essas métricas e como utilizá-las, não deixe de conferir!

1- Margens de lucro

A margem de lucro revela a situação do escritório de advocacia em termos percentuais. Os cálculos relacionados à margem de lucro permitem saber mais sobre o andamento do negócio, além de auxiliarem o advogado a identificar em que ponto ele pode estar perdendo dinheiro e como cortar gastos. Além disso, a margem de lucro também permite que o profissional tenha uma boa ideia de como ele pode aumentar o seu lucro.

Por fim, a margem de lucro também é importante para a precificação dos honorários, permitindo que o advogado tome decisões precisas na hora de compor o preço dos seus serviços.

A margem de lucro deve ser calculada tanto com relação ao lucro bruto, quanto com relação ao lucro líquido. Ambas revelam quadros diferentes e complementares acerca da lucratividade do escritório.

Margem de lucro bruta

O lucro bruto de um escritório de advocacia pode ser medido através da subtração das receitas totais, menos os custos variáveis. Os custos variáveis, vale destacar, também incluem os itens envolvidos na prestação de serviços.

A margem de lucro bruta, por sua vez, refere-se a um valor percentual calculado a partir da relação entre o lucro bruto e a receita total. Para chegar a esse percentual é preciso multiplicar o resultado por 100.

Margem de lucro bruta = lucro bruto/receitas totais X 100

Margem de lucro líquido

Segundo os especialistas, a margem de lucro líquida é considerada como a verdadeira margem de lucro de um negócio. Isso porque o seu cálculo leva em consideração o panorama financeiro do escritório como um todo, permitindo que o advogado verifique se de fato sua banca está gerando lucro ou prejuízo.

O cálculo da margem de lucro líquido leva em consideração tanto os custos relativos à prestação do serviço, como também os custos fixos da banca. Assim, para calcular a margem de lucro líquido é necessário determinar sua receita total em um certo período. Em seguida, subtraia as despesas operacionais que incluem desde a folha de pagamentos, até aluguel, impostos, contas de luz, água, internet e outras. Como a maioria das despesas são pagas mensalmente, a sugestão é escolher o período de um mês para fazer os cálculos.

A margem de lucro líquida, como é possível verificar, está relacionada com a receita total. Justamente por isso, é possível avaliar quanto sobra efetivamente do valor cobrado pelos serviços jurídicos oferecidos.

Margem de lucro líquida = lucro líquido/receitas totais X 100

Importância do cálculo da margem de lucro em seu escritório de advocacia

Mensurar o lucro do seu escritório de advocacia através do cálculo das margens é fundamental, já que ela indica se o seu escritório é lucrativo ou não. Além disso, esse cálculo é um dos principais fatores que influenciam na hora de precificar seu produto ou serviço.

Para mensurar a margem de lucro do seu escritório, não confie apenas nas margens impostas ao setor. O ideal é a margem de lucro de anos anteriores, para saber em que medida seu escritório vem se transformando em um negócio menos ou mais lucrativo.

2- Análise comparativa de despesas do escritório de advocacia

A análise comparativa de despesas permite que o advogado avalie suas despesas operacionais. Esse tipo de análise é importante, especialmente dentro de um cenário em que as despesas operacionais estão subindo, mas o advogado não sabe identificar porquê. Comparando as despesas operacionais atuais com as de anos anteriores, o advogado consegue verificar com maior facilidade as causas e corrigi-las, antes mesmo, disso comprometer o orçamento da banca.

baixe um kit de modelos de peticoes para usar na sua rotina juridica

Para fazer a análise comparativa de despesas, então, basta avaliar as despesas operacionais durante o período de dois anos ou mais. Para quem utiliza um software jurídico, por exemplo, é possível obter relatórios das despesas que facilitam a avaliação. No módulo financeiro do Projuris ADV, por exemplo, é possível gerar uma série de relatórios que facilitam esse tipo de análise.

3- Lucro por segmento

A análise do lucro por segmento é extremamente útil para escritórios que possuem diversas áreas de atuação. Esse tipo de avaliação permite comparar a receita e os custos dos associados de cada área, permitindo que sejam feitos os ajustes mais adequados de acordo com a lucratividade de cada segmento.

Uma boa medida para este tipo de análise é promover a alocação de custos considerando a produtividade de cada área, por exemplo.

Antes de explorar todas as maneiras de otimizar o lucro do seu escritório de advocacia, é fundamental que você avalie a sua situação atual. Somente mensurando o lucro de forma correta é possível avaliar a situação e a saúde financeira do seu escritório, bem como, escolher as medidas certas para melhorar as perspectivas financeiras da sua banca.

Principais perguntas sobre lucratividade de escritórios de advocacia

Como funciona a distribuição de lucros em escritório de advocacia?

Quando falamos em distribuição de lucros de um escritório, nos referimos ao valor “que sobra”. Isto é, o valor a mais que o escritório possui, além das receitas e do valor necessário para o caixa do escritório. Receber uma parte do lucro de um escritório de advocacia é um direito do sócio, e essa divisão deve ser feita com base em sua participação na sociedade.

Como calcular o lucro do sócio?

Como já dito anteriormente, então, o lucro do sócio varia de acordo com sua participação na sociedade. Por exemplo, para um lucro de 50 mil reais, se o sócio investiu 30mil, o lucro sobre os 50mil será de 60%, ou seja, 3mil.

baixe uma planilha de timesheet e controle a carga horária da sua equipe
Qual a porcentagem que um advogado associado recebe de um escritório de advocacia?

A porcentagem do advogado associado é de 40% o valor do contrato. É importante destacar este aspecto, afinal, vale para cada contrato que o escritório fechar, e não 40% do total. A diferenciação, nesse sentido, é essencial, pois a maneira como o cálculo é feita afeta no valor final que o advogado irá receber.

Use as estrelas para avaliar

Média 5 / 5. 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Deixe um comentário

  1. Avatar photo

    Tenho dificuldade em fixar valores sobre as parcerias que tenho no escritorio, eu sou a proprietaria e nos contratos que pertencem ao escritorio fica 70 /30 , para os clientes que o advogado tras eu 30 para o escritorio e 70 para o advogado. devo aumentar a porcentagem para o advogado parceiro dos contratos quando o cliente vem do escritorio? gostaria de melhorar a questao de gestao.