Parceria na advocacia: vantagens e desvantagens para o seu escritório

26/03/2021
 / 
20/04/2023
 / 
7 minutos

A parceria na advocacia é uma prática comum tanto para pequenos escritórios de advocacia, quanto para empresas jurídicas mais consagradas. Mas o grande detalhe é a dificuldade em manter relações de sucesso.

Isso porque parcerias são sempre uma via de mão dupla. Portanto, é necessário empenho dos dois lados. E que ambos estejam dispostos a fazer o melhor, independentemente dos benefícios palpáveis serem ou não direcionados para o seu escritório. Afinal, nem sempre os benefícios são vistos de imediato.

O objetivo desse tipo de negócio, então, é fazer com que ambas as partes possam otimizar tempo e dinheiro, a partir de um momento em que você direciona para um parceiro serviços que não são da sua área de atuação ou sequer da mesma cidade/estado que o seu escritório.

Neste artigo vamos mostrar mais sobre o que é uma parceria na advocacia, além de algumas dicas de como conseguir encontrar os melhores profissionais para isso e suas vantagens e desvantagens.

Navegue pelo conteúdo:

1. O que é uma parceria na advocacia

Quando falamos em parceria na advocacia, a ideia é se unir a outros advogados ou escritório de advocacia, com o objetivo de suprir algumas necessidades que você possui. Pode ser, por exemplo, atender áreas do direito em que você não é especialista.

Desse modo, você passaria a abrir o seu leque de clientes, ao atrair pessoas que buscam por serviços que você não faz inicialmente, mas vão ter o conhecimento da qualidade oferecida por você e seu parceiro e pode ser que te indique para um amigo que precise do seu escritório.

Outro objetivo é possuir correspondentes de qualidade e confiança. Assim, eles poderão representar o seu escritório caso você tenha demandas em outras cidades ou até mesmo estados.

Isto significa economia com o tempo de viagem. E dessa maneira, teria mais tempo para trabalhar em outras demandas e, principalmente, economia recursos financeiros, com custos de viagem, estadia e alimentação, por exemplo.

2. Como encontrar uma parceria na advocacia

É mais comum pensarmos que, para conseguirmos profissionais mais qualificados e uma gama maior de clientes, nós temos que buscar por grandes escritórios de advocacia. Mas essa pode não ser a estratégia ideal.

O mais indicado é buscar por escritórios que possuam o mesmo porte que o seu. Isso porque muitas vezes eles possuem a mesma meta de crescer, as mesmas necessidades e a mesma ambição. Constrói-se, assim, uma parceria mais equilibrada, onde ambos têm o mesmo objetivo.

Uma dica relevante que muitos podem espantar, é tentar realizar parcerias com seus concorrentes. Sim, isto mesmo que você leu. Por mais que no início possa impactar em um pequena diminuição nos retornos imediatos, a longo prazo o retorno pode ser bem mais relevante.

Isso acontece pois ambos têm os mesmos objetivos de crescimento e nem sempre possuem recursos financeiros e humanos para galgar um espaço maior no mercado. Sendo assim, unir as forças pode ajudar a vislumbrar um progresso a médio e longo prazo muito mais positivo.

Além disso, existem alguns sites que oferecem softwares jurídicos que ajudam advogados a encontrar parceiros e advogados correspondentes. Assim você consegue ter mais opções e muitas vezes de confiança, principalmente se buscar pelas plataformas de mais expressão.

Abra sua conta no Projuris ADV

Mas não basta buscar por um parceiro de qualidade. Você tem que mostrar diferenciais para parecer atrativo e fazer com que outros escritórios também tenham o interesse em criar uma parceria jurídica com você.

Como criar um bom relacionamento com parceiros jurídicos

Esse reconhecimento pode vir através de algumas estratégias bem simples e objetivas, como por exemplo:

  • Website: A partir da produção de um site para advogado, você tem mais um canal de contato com clientes e parceiros. Além disso, é um espaço para mostrar seus diferenciais e de quem trabalha no seu escritório.
  • Blog: Através de um blog é possível compartilhar conteúdos de qualidade e relevância, mostrando que seu escritório também se interessa em oferecer conteúdo para as pessoas e não pensa apenas em capitalizar.
  • Networking: Uma das estratégias mais tradicionais de se fazer contatos, pode ser a mais eficiente. Por mais que tenhamos que nos resguardar por conta da pandemia, seminários online e webinars, podem ser um bom espaço para conhecer novos profissionais.
  • Trabalho de Qualidade: Seja reconhecido por fazer um trabalho de qualidade. Cumprir prazos, ser honesto, atencioso  e prestativo, são qualidades que ficam marcadas em seus clientes e podem gerar mais relevância para o serviço prestado.

Ainda sobre a possibilidade de encontrar os melhores profissionais para realizar uma parceria na advocacia, não necessariamente o seu parceiro precisa ser um advogado ou um escritório de advocacia.

Muitos clientes buscam por um serviço esperando que, além da solução dos seus problemas ele tenha um ótimo atendimento, um bom acompanhamento dos processos e até a oferta de conteúdos exclusivos, por exemplo.

E por isso pode ser produtivo busca por parcerias multidisciplinares. Por mais que não sejam essenciais na hora de cuidar de um processo ou ir a uma audiência, elas podem complementar o serviço oferecido.

Para exemplificar, pode ser muito proveitoso buscar por portais ou sites que produzam conteúdo. Dessa forma, você terá um blog nutrido com conteúdos de qualidade e otimizará o seu tempo para ser gasto com outras tarefas.

acesse uma planilha de honorários e saiba quanto cobrar por seus serviços como advogado

3. Vantagens e Desvantagens de uma Parceria na Advocacia

Agora que já falamos sobre o que é a parceria na advocacia e algumas dicas para te ajudar na busca pela melhor opção, vamos citar algumas vantagens e desvantagens para deixar claro o que esse tipo de parceria pode oferecer.

Vantagens

  • Economia de tempo e dinheiro: Ao conseguir um correspondente em outra cidade, você pode deixar alguns casos específicos sob responsabilidade dele, desse modo não será necessário se deslocar até a cidade para participar de uma audiência, por exemplo.

E isso também impacta no lado financeiro, pois uma viagem a trabalho gera custos de deslocamento, estadia e alimentação. E você evita isso por meio de um escritório parceiro que dê sequência na demanda.

  • Ampliar suas áreas de atuação: A maioria dos escritórios de advocacia possuem as suas especialidades, possuindo profissionais direcionados para áreas de atuação específicas.

Ao buscar uma parceria com outros escritórios, você pode focar em quem seja especialista em áreas que você não atende. Assim, você conseguirá alcançar clientes das mais diferentes áreas da advocacia.

  • Divisão das responsabilidades: Ao invés de contratar advogados que tenham outras especialidades, você pode fazer parcerias com os mesmos. Desse modo, vai cortar alguns custos fixos e mesmo assim ter um profissional disponível para te auxiliar.

Desvantagens

  • Divisão dos honorários: Esse pode ser um ponto complicado, principalmente se você estiver iniciando o seu escritório. Isso porque muitas das vezes apenas uma parte vai receber pelo serviço.

Pode ser que você consiga o cliente, mas o seu parceiro que irá receber o pagamento e vice versa. Mas vale lembrar que essa é uma estratégia a médio/longo prazo e que num futuro próximo seu escritório receberá tudo em dobro.

  • Controle de qualidade: Quando todas as tarefas são executadas por profissionais de uma mesma empresa, fica mais simples controlar o que foi feito e como foi feito, mensurando a qualidade do serviço.

A partir do momento em que você divide as responsabilidades, precisa confiar no potencial e dedicação do seu parceiro, pois tudo o que ele fizer irá impactar também na imagem do seu escritório.

  • Relacionamento com o cliente: Nos dias de hoje se relacionar bem com o cliente muitas vezes é mais importante do que entregar um serviço de qualidade em tempo hábil.

E isso pode ser um problema se pensarmos que cada um tem o seu atendimento e maneira de lidar com os clientes. Por isso e para que o relacionamento seja agradável sempre, é necessário alinhar todos os detalhes com o parceiro, independentemente do escritório que faz o atendimento.

4. Conclusão

Mesmo analisando alguns contras de uma parceria na advocacia, o texto acima conseguiu mostrar que buscar por um profissional para trabalhar em conjunto pode ser bastante proveitoso e muitas vezes prático.

Mas é necessário ter cautela e fazer uma “pesquisa” mais aprofundada para que não tenha problemas com um parceiro sem compromisso, por exemplo. Por isso, trace uma estratégia para melhorar a imagem do seu escritório e busque por escritórios com os mesmos objetivos.

Assim, vai ser possível alinhar expectativas e responsabilidades e oferecer um serviço de qualidade, desde o atendimento até o pós venda, mantendo o cliente satisfeito com ambas as partes, seja com o seu escritório ou com o escritório parceiro.

Use as estrelas para avaliar

Média 5 / 5. 2

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Deixe um comentário