Imagem ilustrativa

O que é um software jurídico? Pra quê serve? Quanto custa?

Atendimento ao cliente, estudo de casos, redação de peças, idas ao fórum, audiências e cobranças. As atividades, por si só, pouco mudaram desde então. 

Parte deste fenômeno se deve ao fato de que a atividade jurídica depende muito do rito processual e do judiciário. A boa notícia é que mesmo estas estruturas estão passando por mudanças significativas, abrindo espaço para a inovação em meio à tradição.

A utilização de software jurídico em ambientes jurídicos tem mudado a rotina de diversos profissionais. Neste artigo vamos tirar todas as suas dúvidas sobre software jurídico. Continue a leitura!

O que é um software jurídico?

Software jurídico é um sistema que busca automatizar e organizar algumas atividades do dia-a-dia do profissional jurídico, seja ele um advogado autônomo, parte ou sócio de um escritório de advocacia ou parte de um departamento jurídico. Pode ser instalável, ou utilizado via web.

Ou seja, ele é responsável por agilizar a rotina dos profissionais do direito, automatizando os trabalhos manuais e permitindo assim que a equipe foque no que realmente importa.

O que faz um software jurídico?

Permite que você acompanhe processos judiciais e administrativos, onde poderão ser consultados e editados os respectivos desdobramentos, objetos, honorários e documentos.

Além disso, automatiza o recebimento dos seus andamentos processuais. Tudo isso, claro, gera relatórios personalizados para que os resultados do seu negócio possam ser analisados com maior cuidado.

O sistema também gerencia as agendas de todos os profissionais, permitindo que um gestor controle as atividades dos seus colaboradores. E no caso de um software para departamentos jurídicos, o profissional ainda pode fazer a gestão de contratos e assinaturas.

Qual o preço de um software jurídico?

O preço de um software jurídico vai de acordo com a solução. Um software para escritórios de advocacia e advogados autônomos, como o Projuris, por exemplo, custa a partir de R$49 mensais. Veja aqui!

Para departamentos jurídicos, recomendamos que uma análise seja feita por especialistas para entender as necessidades da empresa, pois a partir disso será definido um escopo adequado. Ou seja, agende uma consulta.

Para que serve um software jurídico no escritório de advocacia?

Muitos apostam nas planilhas para organizar sua rotina e torná-la mais eficiente. No entanto, a planilha tem dois problemas fundamentais: 

1 – como não há integração, a informação entre as planilhas se duplica e se perde, gerando mais desorganização;
2 – o advogado trabalha com a planilha, mas a planilha não trabalha para o advogado.

O software jurídico, no escritório, tende a melhorar esses processos, deixando-os mais eficientes para o advogado. Veja quais são seus recursos: 

Gestão completa de processos

Um bom software jurídico pré-cadastra seu processo eletrônico. Basta informar sua OAB, ou o nº do CNJ e pronto,  as informações de capa já estão todas cadastradas no sistema. É como se fosse um arquivo físico, mas muito mais prático e seguro.

Captura de andamentos processuais

Ao informar sua OAB ou o CNJ, alguns sistemas, como o Projuris, capturam também os andamentos do processo no tribunal, assim como intimações. A cada captura, o advogado é avisado por meio de uma notificação dentro do sistema.

Ganho de tempo por meio da automação de atividades

A grande vantagem de contar com um software jurídico é o ganho de tempo que ele oferece. Procurar informações em uma agendinha de papel; atualizar sites dos tribunais, um por um; quebrar a cabeça com planilhas financeiras, nada disso é necessário quando se tem um sistema de gestão jurídica completo.

Gestão do escritório

Um bom software jurídico permite que você crie novas atividades, estipular prazos, prioridades e atribuir atividades para diferentes pessoas da equipe com poucos cliques. As atividades podem ser anexadas a diferentes pastas e podem ter documentos anexados a elas, dinamizando o trabalho e facilitando a visualização do todo.

Controle de prazos

É possível cadastrar todos seus compromissos em seu software jurídico e receber alertas. Assim, as chances de perda de prazo são reduzidas, e muito. O Projuris Escritórios é integrado ao Google Agenda, o que o torna ainda mais eficiente na gestão de prazos.

Criptografia e segurança de dados

Criptografia é o mecanismo que traduz informações inteligíveis em informações ilegíveis e desordenadas para qualquer agente externo. É assim que o Projuris protege suas informações de quaisquer invasor, mantendo-os em segurança.

Leia mais: Software jurídico é seguro? Entenda como a criptografia protege suas informações?

Ouça o podcast – Lei Geral da Proteção de Dados

Gestão financeira completa

Outra vantagem de contar com um software jurídico é poder gerenciar fluxo de caixa, organizar honorários, receitas e custas, além de gerar relatórios personalizados.

Como um software jurídico ajuda departamentos jurídicos corporativos?

No caso do departamento jurídico, o software é uma ferramenta que torna o trabalho da área menos manual e repetitivo, permitindo que os profissionais do departamento possam focar seus esforços em tarefas táticas e estratégicas, além de ter uma visão gerencial de seus principais indicadores.

Ouça o podcast – Gestão jurídica baseada em indicadores

Elimina o risco de revelia

Com um software jurídico, a empresa recebe notificações oficiais, antecipando-se à judicialização do processo e permitindo ao departamento jurídico mais tempo disponível para preparar ações, providências e acordos.

O Projuris localiza o litígio em distribuição no site do Tribunal, ainda sem numeração, e notifica o departamento jurídico com até 30 dias de antecedência.

Esta é uma vantagem em especial para departamento jurídicos que recebem uma alta demanda contenciosa.

Neste sentido, o Projuris dispõe de soluções específicas e exclusivas para empresas com alta demanda consumerista e também para o setor da saúde, como PROCON e NIPs.

Automatiza as tarefas

Entre as tarefas manuais e repetitivas que podem ser automatizadas por um software para departamentos jurídicos, encontra-se o pré-cadastro de processos.

O Projuris Empresas elimina o controle por pastas físicas e Excel. Além de armazenar todas as informações do processo, ele automatiza seu cadastro.

Após a distribuição nos tribunais, o software anexa à petição inicial, classificando a causa-raiz e gerenciando subsídios. Em seguida, também é possível automatizar a captura de andamentos processuais. 

Desta forma, cada vez que houver alguma novidade sobre o processo ou algum prazo importante a ser cumprido, os advogados do departamento serão instantaneamente informados.

Provisiona de maneira impecável e ágil

O provisionamento do departamento jurídico fica mais assertivo e preciso, como também toma menos tempo dos advogados da empresa.

Além de acompanhar em tempo real o provisionamento na ferramenta Legal Intelligence, o B.I. do departamento jurídico.

Confira também: Apresentação de Resultados para Departamentos Jurídicos (PPT personalizável)

Organiza e controla documentos, processos e contratos

Um software jurídico é também uma ferramenta de armazenamento e gestão. É como se fosse seu arquivo físico, porém mais seguro, inteligente e facilmente consultável. Nele, é possível guardar seus documentos, processos e contratos.

E o melhor: o armazenamento pode ser feito tanto em nuvem (cloud), quanto no servidor de sua empresa, atendendo as exigências de compliance de cada projeto.

O armazenamento em nuvem, no entanto, é tão seguro e eficiente quanto, além de gerar uma grande economia para a empresa.

Padroniza e geração de documentos

Não existe mais a necessidade de gravar seus documentos em arquivos de Word, ou outra plataforma, e alterá-los toda vez que um novo documento daquele padrão for necessário.

O software precisa ter uma biblioteca jurídica à sua disposição com uma série de modelos de documentos e minutas pré-definidas, prontos para serem personalizados e utilizados rapidamente.

Quando o assunto é contratos, ele permite minutas padrões que poderão ser utilizadas pelas diversas áreas da empresa conforme cada tipo de contrato, agilizando o processo de elaboração e análise.

Consolida dados de escritórios terceirizados

Dependendo do volume de demanda do seu jurídico, e da extensão territorial de seu negócio, o departamento jurídico estará conectado com mais de um escritório de advocacia, sendo que cada um deles trabalhará de forma diferente.

Com um software de gestão, o departamento jurídico consolida essa informação, tornando o provisionamento mais eficiente e preciso, facilitando a gestão desta informação e sua apresentação à diretoria.

Controla o volume e tempo de atendimento de requisições (SLA)

O software precisa auxiliar o departamento jurídico a gerenciar todas as demandas e requisições feitas a ele por outras áreas da empresa.

Desde a formalização de um contrato a um parecer, é possível orientar toda a atividade da equipe jurídica da organização dentro de um único sistema.

Para isso, os outros setores da empresa podem interagir com o software jurídico, controlando o tempo de SLA de cada etapa dos processos de aprovação e execução das requisições.

Um software jurídico faz sentido para mim?

Hoje, 100% da Justiça Trabalhista brasileira é eletrônica. A Justiça Federal também está muito próxima disso. A prática digital aumentou com a pandemia e a tendência é clara: o futuro da justiça é eletrônico e inteligente.

No entanto, mais do que se preparar para um futuro digital que vem a galope, é preciso tornar sua rotina o mais eficiente possível, para manter seu escritório competitivo no mercado e seus clientes satisfeitos com seus serviços advocatícios.

O grande ativo do seu escritório é sua base de clientes. Comunicação e prestação de contas com sua base de clientes atuais, prospecção de potenciais clientes, atendimento a pessoas interessadas em seus serviços. Você tem se dedicado como gostaria aos seus clientes?

Com um software jurídico, o advogado consegue automatizar boa parte de suas atividades operacionais, e dedicar mais tempo e carinho aos seus clientes.

Um dos maiores benefícios de um software é permitir consolidar as principais informações do escritório em um único lugar. Dessa forma, o escritório consegue eliminar ferramentas secundárias.

O Excel, por exemplo, pode ser utilizado com alguns fins específicos, mas é importante que ele não seja o coração do seu negócio. 

Manter suas informações em planilhas significa sujeitar-se ao risco de perdê-las ou de duplicação, ou seja, cada advogado mantém sua documentação em modelos e dispositivos diferentes.

Em geral, a adaptação a um software jurídico é tranquila e rápida. Caso você tenha testado um software para o seu escritório e achou complicado, a sugestão é buscar um sistema diferente.

Como escolher o melhor software jurídico?

Bom, você já viu quais são os benefícios de utilizar uma plataforma de gestão. Agora, vou deixar uma lista sobre como escolher o melhor software jurídico.

Essa é uma atividade que demanda tempo e carinho na análise comparativa para que você tenha, ao final do processo, um software que realmente atenda às suas necessidades:

1. Use uma planilha comparativa;
2. Trace suas maiores dores;
3. Tenha objetivos claros;
4. Defina funcionalidades essenciais do software jurídico;
5. Escolha uma forma de cobrança;
6. Consulte outros clientes satisfeitos;
7. Escolha em conjunto;
8. Integração com outras aplicações;
9. Procure um software jurídico online e seguro;
10. Escolha um software escalável;
11. Procure por multi navegação;
12. Escolha um software que funcione em seu celular;
13. O melhor software jurídico é fácil de usar;
14. Exija gestão financeira em seu software jurídico;
15. Busque marcas consolidadas;
16. Esteja pronto e aberto a mudanças;
17. Faça um treinamento de uso;
18. Experimente o atendimento ao cliente;
19. Exija uma calculadora de prazos;
20. Procure por um software que organize suas tarefas.

Entenda, na íntegra, cada item desse. 

Conclusão

O trabalho da tecnologia, neste caso de um software jurídico, é poder dar controle e visão holística às questões quantitativas e de volume do escritório e do departamento, enquanto os profissionais possam operar estas ferramentas de forma inteligente e ter mais produtividade, organização e insights estratégicos.

Em outras palavras, ele torna seu trabalho centralizado e menos monótono. 

Qual é o melhor software jurídico para escritório de advocacia?

O melhor software jurídico é aquele que se encaixa mais adequadamente em sua rotina, atendendo as demandas específicas do seu escritório ou departamento jurídico corporativo.

O que faz um software jurídico?

Automatiza o recebimento dos seus andamentos processuais. Tudo isso, claro, gera relatórios personalizados para que os resultados do seu negócio possam ser analisados com maior cuidado.

Quanto custa um software jurídico?

O preço de um software jurídico vai de acordo com a solução. Um software para escritórios de advocacia e advogados autônomos pode custar a partir de R$49 mensais.

Leituras complementares

Tenha acesso a mais conteúdo jurídico através do nosso:

Autor: Tiago Fachini

Siga o Tiago Fachini:

Comentários 1

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *