4 dicas que ninguém ensina, mas você precisa saber como advogado

ProJuris Dia a Dia, Dicas, Empreendedorismo 1 Comment

Não é só de conhecimento técnico que o advogado precisa para lidar com as questões do dia a dia da profissão. Muitas vezes, os cincos anos de faculdade não são suficientes para encarar todas as cobranças e exigências que o mercado de trabalho faz. Algumas práticas só a vida na rua é capaz de ensinar.

Conheça quatro dicas sobre casos que ninguém ensina, mas que todo advogado deveria saber:

1) Garantir clientes sem esbarrar no Código de Ética

Muitos profissionais sabem o quão competitivo e exigente é o mercado jurídico. Mas nem todos sabem lidar com maneiras corretas e consistentes de conseguir clientes sem esbarrar no Código de Ética.

É preciso utilizar seu conhecimento e know how para gerar conteúdo e consequentemente atrair a atenção dos clientes para o seu trabalho. Escrever artigos, realizar palestras, oferecer treinamentos são algumas das opções que podem ajudar o profissional a se consolidar sua expertise e trazer novos clientes para sua área de atuação.

2) Cobrar seus honorários corretamente 

Solucionar as questões de um cliente e ser capaz de fazer um bom trabalho não é dificuldade para a maioria dos profissionais. A grande questão que atrapalha muitos advogados diz respeito à forma como cobrar pelos seus serviços e de que maneira compor os valores dos honorários.

É preciso ser estratégico na hora de colocar preço. Mesmo com a tabela de honorários disposta pela OAB, muitos advogados sabem que tais valores são incompatíveis com a realidade de muitos clientes. Por isso, é preciso saber negociar. Na hora de precificar seus serviços, é necessário não apenas considerar um valor de hora, mas incluir na cobrança dos honorários os custos da infraestrutura do escritório e também os custos decorrentes do trabalho, que podem ser desde cópias de documentos, até diligências em órgãos específicos.

LEIA TAMBÉM  Seu departamento jurídico gerencia textos ou dados?

Outra dica é elaborar um contrato de honorários junto com o cliente, deixando claro quais serão os serviços a serem prestados e os valores a serem cobrados, evitando assim surpresas e desconfianças na hora de receber o pagamento.

3) Gerenciar, administrar e organizar: é preciso saber lidar com múltiplas funções 

Para muitos advogados, o dia a dia poderia ser fácil se fosse resumido apenas às questões técnicas do Direito. No entanto, é preciso ir muito além. Lidar com o financeiro do escritório, conhecer e saber gerenciar questões administrativas, essas também são tarefas que precisam ser desempenhadas por diversos advogados.

Para dar conta de múltiplas funções, o segredo é organização para ser eficiente. Além de contar com uma agenda, é preciso estar bem integrado com sua equipe. Uma ferramenta que pode ser a solução para diversos problemas de organização de agendas e gerenciamento de tarefas são os softwares jurídicos, que além da armazenagem de dados, permitem ao advogado gerenciar documentos, processos e até o financeiro do escritório, longe ou perto.

 4) Saber gerenciar pessoas 

O gerenciamento de pessoas é um tema bastante estudado e difundido na área de administração de empresas. Nos escritórios jurídicos, no entanto, trata-se de um tema pouco discutido. Para quem quer prestar serviços de qualidade e atender sempre mais clientes, é preciso ter uma equipe de confiança e que esteja motivada. Além de escolher bons profissionais, o escritório deve contar com técnicas de gerenciamento que permitam o crescimento e prosperidade do escritório. Construir planos de carreira sólidos, sistemas de bonificação, estimular a integração entre os participantes e principalmente ouvi-los são formas bastante eficientes para quem quer criar estratégias de gerenciamento de pessoal.

E você, quais práticas acabou aprendendo no dia a dia e não nos livros e aulas? Conte para a gente!

email

Comentários 1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *