Case software jurídico - ProJuris e Tindade & Bizerra

“O ProJuris para Escritórios é fantástico para o controle de prazos”, Dr. Wellington Trindade

Cliente ProJuris, Wellington Trindade conta um pouco de sua experiência com o ProJuris para Escritórios, software jurídico para escritórios de advocacia.

Sócio-fundador do Trindade & Bizerra Advogados Associados, Wellington é um advogado de rica bagagem corporativa – tendo atuado em um grande grupo empresarial paulista, composto por 8 empresas e mais de 150 consórcios.

Foi sua experiência no meio corporativo o colocou em contato com o ProJuris para Empresas, software para departamentos jurídicos de grandes empresas. “À época, analisei diversos software jurídicos, e o ProJuris era o mais intuitivo e permitia o manuseio mesmo sem um curso específico”, afirma.

Portanto, ao abrir seu escritório de advocacia, em 2011, a escolha por um software jurídico foi muito mais simples. “Trouxe toda essa experiência pra meu escritório, que hoje é 99% digital”.

Nesta entrevista, Wellington Trindade conta como o ProJuris para Escritórios é fundamental para o bom andamento de sua rotina – cumprimento dos prazos e controle processual –  e relacionamento com o cliente.

Confira o case do software jurídico:

Para começar, gostaríamos de entender qual era a maior dificuldade na rotina do Trindade & Bizerra antes do ProJuris, e de que forma você enxerga o impacto do software nisso.

A maior dificuldade era o controle de prazos. Antigamente era feito manual, e hoje é feito todo via sistema, com compartilhamento para todos os envolvidos. Há também a questão de controle de pasta, que o próprio sistema gera um número automático de controle. Os módulos do ProJuris são fantásticos para o controle de prazos.

>> Leia também: Como o ProJuris impede a perda de prazos processuais?

E em termos de produtividade, como você avalia que o ProJuris auxilia seu escritório? 

Hoje conseguimos emitir relatórios facilmente para nossos clientes, apresentando a relação dos processos, fase, etc. O ProJuris proporcionou economia de tempo, pois construíamos nossos relatórios em Word ou Excel.

Deste modo, conseguimos colocar nossos esforços em outras áreas como captação de clientes, melhorias no atendimento e entre outros.

Você diria que o ProJuris aproximou o escritório de seus clientes? 

Certamente. Gastávamos muito tempo com a emissão de relatórios para nossos clientes. Hoje conseguimos montar um relatório ao “gosto” do cliente em menos de 10 minutos, com o andamento atualizado dos processos que conduzimos.

A comunicação com o cliente hoje é full-time. Alguns clientes inclusive têm pleno acesso ao sistema, podendo, consultar o nosso trabalho em tempo real.

De todos os módulos do ProJuris, qual você avalia como mais eficiente?

Temos uma avaliação muito positiva do Módulo Casos e Central de Monitoramento. O Módulo Casos, repito, trouxe uma organização para nosso escritório com numeração sequencial, controle de prazos, controle de audiências, fases processuais, inclusão de novos incidentes dentro de um mesmo processo, entre outros.

Por sua vez, a Central de Monitoramento é incrível para nós, porque permite verificar um processo contra seu cliente no momento da distribuição. Ou seja, antes mesmo do seu cliente ser citado, pode saber da existência do mesmo. Simplesmente fantástico!


Experimente o ProJuris gratuitamente

 

Comentários 3

  1. 12/09/2018 AT 10:12
    Bom dia.

    Gostaria de conhecer o software jurídico do Projuris, e, se possível, contratá-lo após.

    De antemão, gostaria de receber informações comerciais sobre valores..

    De início, temos interesse em publicações nos Estados do Tocantins, Goiás, São Paulo, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará e Maranhão.

    1. Publicação
      Autor
  2. Bom dia.

    Gostaria de conhecer o software jurídico do Projuris, e, se possível, contratá-lo após.

    De antemão, gostaria de receber informações comerciais sobre valores..

    De início, temos interesse em publicações nos Estados do Tocantins, Goiás, São Paulo, Mato Grosso, Minas Gerais, Pará e Maranhão.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *