Marketing jurídico tudo que você precisa saber sobre marketing para advogados

Marketing Jurídico, conceito e prática – tudo que você precisa saber

ProJuris Passo a passo 0 Comments

O escritório físico é, sem sombra de dúvidas, um importante ponto de referência para que novos clientes localizem seus advogados. No entanto, é cada vez mais importante que advogados e escritórios de advocacia expandam seus horizontes e se façam encontráveis em diferentes mídias.

Neste sentido, o marketing jurídico é uma ferramenta excelente para consolidar o escritório como autoridade jurídica em sua região e áreas de especialização e, consequentemente, atrair novos clientes.

Aqui na Universidade ProJuris, marketing jurídico é um tema recorrente. Acreditamos no potencial das mídias digitais para alavancar o Direito, aproximando escritórios de novas oportunidades de negócio e proporcionando crescimento contínuo. Por isso, fizemos esta trilha de conteúdo, para ajudar advogados a terem um panorama completo de como divulgar seus serviços com responsabilidade.

Confira tudo que escrevemos sobre marketing jurídico:

O que o código de ética diz a respeito de marketing jurídico

 

Antes de começar a planejar e executar qualquer ação de marketing jurídico, é preciso conhecer as barreiras legais impostas pelo código de ética da OAB. O código de ética serve como uma referência aos profissionais do Direito do que se deve e o que não se deve fazer quando o assunto é marketing jurídico.

Neste eBook, fizemos um breve resumo do código de ética, esclarecendo o que pode e o que não pode, levando em conta todos os pré-requisitos estabelecidos pelo Estatuto da Advocacia, o Código de Ética e Disciplina da Ordem dos Advogados do Brasil – OAB e seus Provimentos, os quais interferem diretamente em ações relacionadas à publicidade e propaganda da área.

Preencha o formulário e leia o material completo:


Mãos à massa: criar um blog é fundamental

Criar um blog não é um bicho de sete cabeças. Na verdade, está cada vez mais fácil ter um site próprio. Ferramentas como o WordPress e o Wix fazem com que você não precise ser nenhum programador para desenvolver seu website por conta própria.

Um site é uma poderosa ferramenta de captação e relacionamento. Ter um site é oportunizar que clientes em potencial conheçam seus serviços em mais um canal. Lá, o advogado pode apresentar o que o escritório pode oferecer aos seus clientes. É recomendável elencar os principais serviços oferecidos pelo escritório. Dessa forma, quando um cliente em potencial encontrar o seu site, ele poderá, logo em um primeiro contato, identificar se o escritório pode ou não atender sua demanda.

Além disso, é possível reunir depoimentos de clientes, criando uma espécie de currículo do escritório, que pode ser decisivo na decisão de compra. Se você ou seu escritório de advocacia ainda não possuem um blog, é bom começar a pensar nisso. Principalmente se o plano é aprimorar a comunicação do seu negócio, melhorar o relacionamento com seus clientes ou impulsionar a captação de novos contatos.

Continue lendo…

 

O que é marketing de conteúdo?

Uma preocupação que o advogado deve ter ao criar um site é alimentá-lo. Ter um blog com publicações periódicas é uma opção para manter seu blog sempre atualizado e com foco estratégico para educar clientes em potencial, construir e lapidar a reputação do advogado no mercado, transformando-o em referência.

Nesse sentido, é importante que o advogado conheça o marketing de conteúdo. Trata-se de uma estratégia para engajar possíveis clientes através do desenvolvimento de textos e conteúdos audiovisuais e publicando-os em blogs, newsletters ou em algum meio impresso. O site ConJur publicou, em junho de 2016, uma matéria onde mostra que advogados americanos estão obtendo sucesso com esta estratégia.

Continue lendo…

 

O que é SEO

Não basta, no entanto, criar um site e um blog, alimentá-lo com publicações esporádicas se isso não for feito de maneira estratégica. É preciso saber que público você quer atingir, compreender seu comportamento na Internet e direcionar suas ações de marketing jurídico de acordo com esse perfil traçado previamente. Afinal, é preciso que o cliente em potencial encontre seu conteúdo no momento certo!

Para isso, é preciso estar bem posicionado em mecanismos de busca como Google e Bing. Cada mecanismo de busca possui seus próprios critérios para posicionar conteúdos no topo de suas páginas de resultados. Seus critérios não são definitivos, mas existem alguns consensos no mercado da comunicação que permitem identificar boas práticas para fazer com que o seu site alcance as primeiras posições nos buscadores. A esse conjunto de práticas e ações, é dado o nome de SEO (Search Engine Optimization).

Neste conteúdo, explicamos conceitualmente o que SEO (Search Engine Optimization) e apresentamos alguns de seus critérios.

Continue lendo…

 

pesquisa inteligência artificial no meio jurídico

Monitorando seu site

Mais uma vez: é preciso que todas as ações de marketing jurídico do seu escritório possuam um propósito estratégico bastante nítido. E a partir do momento em que se possui um objetivo claro de onde se quer chegar, é fundamental dispor de ferramentas que permitam a mensuração de suas ações, apresentando se os resultados foram ou não satisfatórios para a estratégia traçada.

Monitorar suas ações de marketing jurídico permite também que se identifique pontos fortes e fracos de sua estratégia e um perfil mais detalhado do que o seu cliente em potencial está buscando. A partir do cruzamento de resultados, é possível identificar ações mais eficientes para aquele público específico.

Neste conteúdo, selecionamentos 4 dados importantes para monitorar no site do seu escritório e apresentamos como isso pode ser feito.

Continue lendo…

LEIA TAMBÉM  Advocacia disruptiva em três pontos fundamentais

 

Mídias sociais: como utilizar a favor do escritório

Conteúdo não vale de nada se não há distribuição eficiente. Para que suas ações de marketing jurídico atendam seus objetivos estratégicos e, de fato, façam a diferença para o seu escritório, é fundamental encontrar meios de fazê-las chegar até os seus clientes em potencial.

Imagine que só o Facebook possui 1,94 bilhões de usuários espalhados por todo o mundo. Não há como negar o potencial que as redes sociais possuem para impulsionar a divulgação de suas ações. Neste conteúdo, apresentamos algumas opções de redes sociais, seus prós e contras, de que forma e com quais propósitos podem ser exploradas:

Continue lendo…

 

Advogado fazendo negócios em redes sociais: atitude legal?

Novamente, o Código de Ética da OAB entra em cena. Para utilizar as redes sociais para promover seus serviços e suas ações de marketing jurídico, é preciso conhecer as fronteiras legais. Afinal, como o advogado pode se beneficiar das redes sociais para promoção de seus serviços com ética?

Neste conteúdo, apresentamos o que diz o Código de Ética a respeito e apresentamos caminhos para orientar advogados que pretendem utilizar as redes sociais com responsabilidade e sem cometer qualquer infração legal:

Continue lendo…

 

Como construir sua reputação com LinkedIn Pulse

Christian H. Mendes é conselheiro de reputação da Oversize Strategic Consulting e parceiro do ProJuris. Ele escreve para a Universidade ProJuris mensalmente, trazendo ideias e insights sobre marketing jurídico e reputação para advogados, temas no quais é renomado especialista.

Neste artigo, ele fala do LinkedIn Pulse como uma oportunidade para advogados que pretendem desenvolver sua reputação fazendo o uso de redes sociais. Em primeiro lugar, ele apresenta a plataforma e suas vantagens. Depois, projeta resultados que os advogados podem esperar do LinkedIn Pulse e também apresenta os erros mais comuns cometidos com a plataforma.

Continue lendo…

 

Podcast para advogados: Reputação e Marketing Jurídico

Você já conhece o JurisCast? Em cada episódio do nosso podcast jurídico, convidamos alguma referência nacional para conversar sobre temas relevantes no meio jurídico. Neste episódio, conversamos com Christian H. Mendes, conselheiro de reputação da Oversize Strategic Consulting, sobre reputação e marketing jurídico.

No bate-papo, Christian traçou caminhos para advogados que querem trabalhar sua reputação e divulgar seus serviços com responsabilidade e ética.

Clique no player para assistir e se inscreva no formulário abaixo para receber os próximos episódios do podcast.


 

Marketing jurídico – 24 ideias para desenvolver sua reputação

Em sua coluna na Universidade ProJuris, Christian H. Mendes, conselheiro de reputação da Oversize Strategic Consulting, também elencou 24 ideias para advogados desenvolverem sua reputação no mercado jurídico. Para isso, ele estrutura suas ideias em quatro pilares que o advogado deve perseguir: Sabedoria, Talento, Atitude, Reputação.

“No Marketing no Direito, imagine você como um advogado especialista em determinada área ou mercado, tornando-se a referência em conhecimento. O que vem como consequência do seu preparo, estudo e dedicação é, entre tantos benefícios, mais clientes para você e seu escritório.”

Continue lendo…

 

Direito na Era do WhatsApp

Os tempos mudaram. Segundo o Censo Jurídico 2017, onde a ProJuris consultou 391 profissionais do Direito, 90% dos respondentes afirmaram utilizar o WhatsApp para fins profissionais. Além disso, o aplicativo não é mais só utilizado para aproximar o contato entre advogados e clientes. Mais do que isso: o WhatsApp hoje é usado até mesmo, em alguns casos, para a realização de audiências.

Neste conteúdo, apresentamos este contexto, este panorama totalmente novo e peculiar, onde o WhatsApp se apropriou do Direito e o Direito se apropriou do WhatsApp.

Continue lendo…

 

WhatsApp é um canal adequado para advogar?

A partir da compreensão de que o WhatsApp já faz parte do universo jurídico, algumas restrições devem ser feitas. O WhatsApp já é utilizado por advogados para fins profissionais. Mas será que esse uso é adequado? O WhatsApp pode afetar a produtividade? Quais os riscos do aplicativo fazer com que o advogado “trabalhe de graça?”

Este conteúdo tem como objetivo apresentar algumas boas práticas para proporcionar um bom uso do aplicativo, fazendo dele uma ferramenta estratégica na comunicação com os clientes, e não uma dor de cabeça a mais.

Continue lendo…

 

Marketing jurídico e software para advogados

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *