O que você aprende sobre Direito com uma criança?

Uma criança tem muito a ensinar sobre o dia-a-dia da advocacia, em especial quando pensamos em produtividade e efetividade

Devido à formalidade e à seriedade, universo jurídico parece não ter qualquer relação com o mundo infantil, certo? Errado. Existem muitas lições sobre o dia-a-dia do advogado que podem ser aprendidas com uma criança e são capazes aprimorar o cotidiano da profissão.

O que um advogado pode aprender com uma criança?

1. Viver o presente

Essa é uma lição importante que deve ser observada pelo advogado. Crianças não tem grandes preocupações com o futuro, por isso focam no presente, o que torna todos os dias mais significativos e menos estressantes. Boa parte da ansiedade da vida moderna esta relacionada às preocupações futuras e, em muitos aspectos, estamos deixando de viver o presente para nos preocupar apenas com o futuro.

Principalmente para quem atua no ramo contencioso, o futuro é sempre um fator de estresse. Afinal, um advogado deve estar sempre atento e programado aos prazos. Perder qualquer prazo pode ser fatal não apenas para o processo, como também para a relação com o cliente. Por isso, é necessário sempre controlá-los. Essa atividade não é nada simples.

Felizmente, hoje, um advogado já conta com uma série de ferramentas que podem otimizar o controle de prazos de maneira simples, fácil e rápida. O Projuris oferece software capaz de armazenar inúmeras informações, obter publicações de forma eletrônica e ainda ajudar o advogado na atividade de controle de prazos com apenas poucos cliques. 

2. Focar apenas no que está fazendo

Clientes, prazos, processos, gerenciamento de equipe, administração do escritório… São tantas atividades que um advogado precisa executar que não existe dificuldade maior do que focar apenas no que está fazendo. Quem faz a gestão de um negócio em crescimento sabe o quanto é difícil equilibrar o dia-a-dia com as inúmeras tarefas que começam a surgir. É exatamente neste ponto que muitos se perdem e acabam deixando de ser produtivos e efetivos.

LEIA TAMBÉM  5 dicas de identidade visual e fortalecimento de marca para escritórios de advocacia

Assim como fazem as crianças, é importante focar em fazer apenas uma coisa e manter a atenção voltada para ela. Para muitos esse é o grande segredo da produtividade. No entanto, é importante não deixar de fazer também as outras atividades que sustentam o escritório.

O Projuris é um software cuja inteligência foi baseada na rotina do advogado, permitindo que ele possa ser mais eficiente e eficaz. O programa conta com o envio automático do andamento processual aos seus clientes, possibilitando que você foque em atividades – como a redação de peças jurídicas – sem abrir mão de manter seus clientes informados sobre as causas.

Dificilmente uma criança se preocupa em realizar múltiplas tarefas. Ao brincar, as crianças sempre estão focadas naquilo que estão fazendo, o que permite que sejam extremamente eficientes – mesmo que essa eficiência seja no fator fazer bagunça.

3. Usar a imaginação

A interpretação de fatos sempre ganha o limite da lei. No entanto, isso não quer dizer que um advogado deve abrir mão da imaginação, principalmente, na hora de criar estratégias para o seu cliente. A imaginação permite ver os mesmos fatos em novos ângulos, por isso é importante manter a atividade lúdica mesmo quando nos tornamos adultos e profissionais.

Assim como fazem as crianças – criam histórias fantásticas a partir do que vivenciam – advogados devem dedicar parte de seu tempo para utilizar a atividade lúdica em inúmeros aspectos e desenvolver melhor o ambiente profissional com novas estratégias e formas de lidar com diferentes casos.

Você gostou do artigo? Pretende deixar a leveza e sabedoria das crianças entrarem na sua rotina? Compartilhe nos comentários.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *