Os 6 pecados capitais do profissional do direito

ProJuris Dia a Dia, Empreendedorismo 0 Comments

A advocacia é uma profissão indispensável para a sociedade e de extrema importância para a Justiça. Contudo, muitos advogados cometem erros gritantes, sendo muitas vezes o respectivo erro comum na classe. O bom profissional deve ter ciência de que seguidas falhas de grandes proporções podem acarretar no insucesso da sua profissão. No artigo você encontrará algumas dicas de como perceber alguns dos erros mais comuns dos advogados.

Os 6 pecados capitais do profissional do direito

1 – Falta de planejamento
Muitos advogados ao iniciar o seu escritório de advocacia pecam ao não fazer um planejamento em curto, médio e longo prazo para o seu negócio. Dessa forma, na medida em que a carteira de clientes aumenta e, consequentemente, a demanda processual, o advogado mostra-se despreparado para lidar com tanto serviço. Ou seja, o escritório passa a sofrer com a desorganização.

2 – Desorganização
A desorganização em um escritório de advocacia provoca uma reação em cadeia. Seus funcionários ficaram sobrecarregados, petições deixaram a desejar, o trabalho será extremamente estressante, clientes não terão um atendimento digno e muitos prazos e documentos serão perdidos na medida em que o tempo passa. Uma dica para superar o problema: Software jurídico.

3 – Não reconhecer a necessidade de um Software Jurídico
Com toda a certeza um software jurídico coloca em ordem um escritório de advocacia. O resultados positivos são notados na medida em que o trabalho fica mais prazeroso e menos estressante. Partindo da premissa que você possui um software jurídico para auxiliar nas suas funções advocatícias, você perceberá erros que você estava cometendo antes de adquirir o sistema e poderá trabalhar com afinco para saná-los.

Por exemplo, você terá mais tempo e organização para retornar ligações ou e-mails dos seus clientes, você conseguirá manter o cliente informado do trâmite do seu processo, deixando-o ciente das movimentações ocorridas, solicitar documentos, ou seja, manter o cliente bem informado e muito satisfeito.

LEIA TAMBÉM  Como controlar sua inadimplência em períodos de austeridade de custos?

Em relação aos documentos, você pode digitaliza-los e lançar no software, evitando assim de ocorrer a perda definitiva dos mesmos. Tal possibilidade mostra-se de vital importância quando você necessita peticionar e não possui os autos em mãos para analisar os documentos pertinentes àquela ação judicial.

4 – Análise superficial do processo
Outra preocupação importante envolvendo a advocacia é a leitura superficial do processo e a má escrita. O advogado deve dominar a escrita, afinal, é através dela que vai defender seu cliente. Justo por isso que deve analisar muito bem as peças processuais e documentos acostados, do contrário, não exercerá a sua função social e seu cliente será muito prejudicado.

5 – Perda de prazos processuais
Não menos importante é a perda de prazos processuais. Esse problema é um dos mais comuns entre os advogados. Sim, inúmeros são os prazos, mas o operador do direito deve se organizar para não deixar seu cliente “a ver navios”. A utilização de um software jurídico também auxilia a enfrentar esse problema, uma vez que ele informa dos prazos processuais com antecedência à data fatal.

6 – Contrato de honorários
Por fim, mencionamos que o contrato de honorários também deve ser muito bem explicado para os clientes, a fim de não ter estresse e discussões futuras, após o ganho da causa. O advogado deve informar pormenorizadamente as diferenças existentes entre honorários contratuais, sucumbência e honorários advocatícios. Assim, mais um erro será corrigido.

Você sabe de algum outro erro que pode ser fatal para um advogado? Deixe um comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *