roi para advogados

Esse tal de ROI pode ajudar seu escritório – aprenda a calcular

ROI é uma sigla em inglês que significa retorno sobre o investimento. Vamos começar a pensar sobre esta ideia de obter, medir, calcular um retorno sobre o que você investiu.

O mais óbvio é a questão financeira, de dinheiro. Você investiu num colaborador, por exemplo, dois mil reais por mês e o que este colaborador faz durante as 160 horas que ele trabalhou no mês?

Entretanto, o tal de ROI pode ser pensado em outras óticas, como por exemplo, no retorno do investimento do seu tempo no seu dia a dia.

Leia também: Como reverter a inadimplência em escritórios de advocacia (em 5 dicas)

Você pensa no que tem feito em cada minuto do seu dia? Você pesa se uma reunião vale ou não a pena com a sua presença por ocupar o seu tempo?

Você pensa se um prazo que você está fazendo lhe trará resultados efetivos financeiros e estratégicos ou não seria melhor investimento ser feito por outro colaborador e você investir seu tempo em algo que realmente traga retorno ao negócio?

Você mede/cobra/verifica as tarefas (tanto quantitativo quanto qualitativo) de cada colaborador do seu escritório para começar a compreender o papel dele (tanto de importância como de crescimento) dentro da sua estrutura?

Enfim, este tal de ROI pode ser muito útil mesmo. Como eu também não sou muito afeto a matemática, trago uma explicação sobre como calcular o ROI de um site especializado, afinal o que realmente importa é o fazer, o como a gente dá um jeito:

Como se calcula o ROI?

A conta para se obter esse número é bem simples, na verdade. Utilizando como referência este artigo do portal meuSucesso.com, temos:

ROI = (GANHO OBTIDO – INVESTIMENTO INICIAL) / INVESTIMENTO INICIAL

Assumindo, por exemplo, que o ganho obtido da sua empresa tenha sido 500 mil reais e o investimento inicial tenha sido de 100 mil reais, temos:

ROI = (500.000 – 100.000) / 100.000

ROI = 4

Neste caso, o resultado significa que o retorno foi de quatro vezes o investimento inicial. E para você obter o ROI em forma de porcentagem, deve multiplicar o resultado do cálculo acima por 100. No exemplo citado, então, o retorno sobre investimento foi de 400%.

Agora, uma observação importante: o valor do investimento inicial deve incluir o dinheiro gasto em todo o processo e o tempo despendido. Assim, toda e qualquer despesa, por menor que tenha sido, deve ter sido incluída se o objetivo é ter um resultado mais preciso.

Fonte: https://endeavor.org.br/financas/roi/

Agora que ficou mais fácil perceber que o ROI pode ser útil, que tal começar a usar ele no seu dia a dia? Questione o valor do seu tempo em cada atividade que for fazer; estabeleça métricas de gestão/indicadores para conhecer mais o que os colaboradores fazem; valorize o seu investimento, seja ele financeiro ou não, pois todo investimento retorna, ou como lucro ou como prejuízo para o seu escritório e para a sua carreira.

Leia Mais: Quer controlar as finanças do escritório? Conheça as vantagens do Módulo Financeiro do ProJuris

 

Gustavo Rocha é CEO da Consultora Gustavorocha.com – Gestão, Tecnologia e Marketing Estratégicos. Escreve à Universidade ProJuris mensalmente.

 

 

Inovação em seu e-mail

Receba nossos melhores artigos e as dicas que você precisa para tornar seu escritório mais produtivo e eficiente.




Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *