Como convencer o chefe a adotar um software para o escritório de advocacia

Compartilhe este conteúdo:

Você encontrou uma incrível ferramenta de gerenciamento para o seu escritório de advocacia, muito melhor do que a forma como o escritório está gerenciando os processos e/ou atividades hoje.

Você até sabe que essa nova tecnologia tornará a rotina dos advogados muito mais produtiva e com menos erros nas atividades, mas existe um desafio: como convencer seu chefe ou sócio de que essa ferramenta é extremamente importante para o escritório no momento?

A adoção de um software jurídico é uma decisão importante dentro do escritório de advocacia e, muita das vezes, o hábito de utilizar o Excel parece ser mais conveniente e confortável, apesar de ser um processo muito mais demorado e com menos segurança.

No entanto, mesmo com tudo isso, a mudança para a tecnologia é inevitável para quem quer permanecer com vantagem competitiva no mercado, além de ser extremamente necessária para o crescimento da empresa. Não só o advogado colaborador sai ganhando, mas o próprio sócio também!

Se você está com dificuldade em convencer seu chefe a adotar um software jurídico, essas dicas ajudarão a tornar mais fácil a tarefa de implementação de uma ferramenta de gestão em seu escritório de advocacia.

Verifique onde o software jurídico ajuda você

Uma dica óbvia, mas necessária para o primeiro passo, é verificar a necessidade do software e onde ele pode ser útil dentro do escritório. Isso pode ajudar bastante a fazer com que seu chefe entenda por que e como o software pode ajudá-lo.

Por exemplo, gestão financeira é um desafio para você? O software jurídico disponibiliza funcionalidades que ajudam a fazer todo o gerenciamento financeiro de forma clara e organizada em um só lugar.

Você pode gerenciar processos como fluxo de caixa, organização de honorários, receitas e custas, até a elaboração de relatórios financeiros personalizados. Leia também: para que serve um software jurídico?

“Fim da necessidade de alimentação de planilhas em Excel”

No escritório, cada colaborador tem a sua maneira pessoal de se organizar dentro da sua rotina de trabalho, com agendas, planilhas, etc. Mas essa forma de organização pode fazer com que processos, prazos e informações se percam pelo caminho.

Com um software jurídico é possível organizar todas as informações do escritório, dentro da ferramenta, respeitando a rotina, de forma que todos os colaboradores tenham acesso

O software pode fazer tudo isso garantindo a segurança e que nada desses documentos se percam.

O tempo que você passava preenchendo consulta do cliente em planilha, com todas as informações, por exemplo, é reduzido drasticamente quando se usa um software, que, com apenas um número, puxa todos os dados necessários do cliente.

“Acesso em qualquer lugar e mais agilidade”

Um bom software jurídico armazena todas as informações que são demandadas por tais clientes em pastas cadastradas que você pode gerenciar o acesso.

Uma ferramenta precisa oferecer funcionalidades que possibilitam aos clientes acesso direto às informações sobre seus processos. Essas informações, inclusive, evitam que você perca tempo com ligação ou mensagem no whatsapp solicitando informação quando estiver fora do escritório.

“Controle de prazos e proximidade com clientes”

O software precisa ter acompanhamento financeiro. Isso é fundamental para a organização dos honorários. Além disso, um controle de prazos automatizado é muito mais seguro do que manter as informações na agenda de papel.

Com o controle financeiro é possível acompanhar os pagamentos feitos e ainda em aberto com facilidade, o que acelera a cobrança e, consequentemente, o pagamento dos clientes.  Se o escritório perde, esquece ou atrasa algum recebimento, o sistema garantiria 100% de aumento no recebimento destas receitas perdidas

“Maior controle com a Central de Monitoramento”

Ter uma central de monitoramento é fundamental para quem quer organizar o escritório com controle de prazos, numeração sequencial, controle de audiências, inclusão de novos incidentes dentro do mesmo processos, entre outros processos.

Uma central de monitoramento permite que o profissional verifique um processo contra seu cliente no momento da distribuição, ou seja, antes do cliente ser citado, o advogado pode saber da existência.

Se por acaso o escritório alguma vez perdeu uma ação por revelia, por exemplo, um software garante 100% de retorno do investimento ao dificultar que isso aconteça novamente.

“Controle de honorários advocatícios”

É essencial que um escritório tenha o controle dos honorários advocatícios de forma clara, segura e organizada em um só local.

A ferramenta de controle de honorários além de ajudar na precificação, ajuda a dar clareza e transparência para as faturas.

Tanto advogados autônomos quanto os escritórios de advocacia podem se tornar mais eficientes não apenas nas cobranças, mas principalmente nas atividades do cotidiano, assim ele exemplifica ao cliente o que está sendo cobrado em cada honorário.

Com o grande número de softwares disponíveis no mercado, torna-se bastante difícil escolher a opção mais segura e que ofereça os melhores recursos que o escritório precisa. Veja também: Planilha comparativa: qual o melhor software jurídico para o seu negócio?

Uma boa maneira de escolher certo, é selecionar os softwares que oferecem o maior número de recursos possível que faz sentido para o escritório. Mas mesmo o encontrando, faça uma ampla pesquisa para verificar a credibilidade.

Mudar para uma nova maneira de gerenciar a rotina diária não é algo tão fácil, mas necessário para que o escritório se torne referência no mercado e melhore a produtividade dentro dele, além do próprio relacionamento com o cliente.

Se o seu escritório está procurando por um novo software de gerenciamento, o ProJuris oferece uma plataforma com um amplo conjunto de recursos.

Seu escritório de advocacia mais eficiente agora mesmo

Comentários 2

    1. Publicação
      Autor

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *