como fazer provisionamento do contencioso sem dor de cabeça?

Como fazer provisionamento do contencioso sem dor de cabeça?

ProJuris Curiosidades, Dia a Dia, Dicas, Empreendedorismo, Finanças 2 Comments

como fazer provisionamento do contencioso sem dor de cabeça?

Qual a posição atual de seu contencioso e quanto você deve provisionar? Com o aumento constante das demandas judiciais e dos envolvidos nos processos jurídicos, fica difícil dar a resposta para esta pergunta: “como fazer o cálculo correto de meu contencioso“?

Para apimentar um pouco mais este cenário, as empresas estão cada vez mais voltadas a excelência operacional, trabalham para atingir metas financeiras e prestar contas aos investidores.

Diante disso, você e sua área jurídica se vêem frente a um conjunto de desafios diariamente:

contencioso_diagrama

Esta dificuldade com o provisionamento do contencioso não pode mais ser o motivo para a sua dor de cabeça. Então, vamos ajudá-lo a driblar esta questão. Existem soluções para provisionamento do contencioso totalmente integradas e eficientes, que seguem a regulamentação prevista pela Deliberação CVM nr 594, pronunciamento técnico que estabelece critérios de reconhecimento e bases de mensuração de provisões, passivos e ativos contingente.

Ao adotar um software jurídico que faça o cálculo e gestão do seu contencioso, informações relativas as provisões são reavaliadas a cada balanço, a fim de refletir a melhor estimativa corrente.

contencioso_tabela

Além disso, esta melhoria no processo é percebida na prática, através de 3 vantagens sensacionais, que listamos abaixo. Vamos a elas.

1. Disponibilidade – acesso as informações sempre atualizadas

  • Atualização em tempo real dos valores do contencioso (pedidos, garantias e quitações).
  • Redução de tempo e de custos para tratamento das informações dos processos judiciais.
  • Relatórios operacionais e gerenciais disponíveis em tempo real.

2. Confiabilidade –  informações que retratam a realidade

  • Padronização e melhoria dos procedimentos e rotinas da área jurídica.
  • Redução do risco de extravio de peças jurídicas, através do uso de formato eletrônico.
  • Acompanhamento do trabalho desenvolvido nos escritórios terceirizados, através de acesso aos documentos processuais.
  • Transparência no tratamento do contencioso pela imediata disponibilidade de informações contábeis.
  • Instrumentos para análise dos valores provisionados.
  • Estruturação de indicadores e de critérios de aferição quanto ao provisionamento.
  • Melhor imagem do Jurídico frente à empresa.
  • Área Jurídica passa a funcionar como apoiador estratégico no planejamento da empresa, através da visibilidade do contencioso para fins de orçamento.
LEIA TAMBÉM  Turbine seu navegador e seja mais produtivo (sem instalar nada)

3. Eficiência – informações precisas ao seu alcance

  • Agilidade na interação com terceirizados, através de meio eletrônico.
  • Eliminação do retrabalho.
  • Segurança de acesso à informação.
  • Redução do risco de perda de prazos processuais.
  • Recuperação de garantias e assertividade na provisão de valores a pagar.
  • Redução de impacto no resultado da empresa, a partir da gestão da provisão contábil do contencioso.
  • Maior conformidade com leis e regulamentos externos e internos.

Agora que você já sabe como eliminar a dor de cabeça do provisionamento do contencioso, entre em contato conosco para obter uma versão de testes da melhor solução para cálculo contencioso jurídica para sua empresa. E fique atento pois em breve publicaremos mais matérias sobre este tema aqui no blog. Estamos à disposição para esclarecer suas dúvidas.

[contact-form-7 404 "Not Found"]
email

Comentários 2

  1. Prezados,
    Gostaria imensamente que o Pro Juris, pudesse ajudar alunos do curso de Direito. E como devo fazer para obter essa ajuda, no meu curso.
    Atenciosamente
    Ademir M. Ramos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *