O Legal Analytics é o B.I do departamento jurídico

Como qualquer área da empresa, o departamento jurídico só se desenvolverá e apresentará bons resultados tomando boas decisões. Dito isso, a pergunta natural a fazer é: como? Antes de tudo, cabe saber se, para a sua equipe e gerência, já “caiu a ficha” de que o jurídico corporativo tem um papel tão estratégico quanto as áreas comercial ou financeira da organização, por exemplo. Isso implica em entender um pouco mais de gestão, ter a capacidade de criar e monitorar KPIs e entender o core business, market fit e todos os detalhes que envolvem a estrutura de negócio da sua empresa.

Dentro dos departamentos jurídicos mais modernos do Brasil, a tendência agora é a multidisciplinaridade. Na mesma medida em que os profissionais estão se interessando pela modernização das questões técnicas do Direito (atualização do CPC, novas diretrizes da Reforma Trabalhista), há também um interesse em conhecer conteúdo mais amplos de um negócio: indicadores financeiros, política de compliance da empresa, tecnologia. Isso está acontecendo porque o departamento jurídico sabe que ele é decisivo numa empresa, é imprescindível e impacta o negócio.

Para medir seu impacto, o departamento precisa ser fluente em dados

Cabe dizer que dados não são conteúdos de peças ou valores propriamente ditos de processos vencidos ou perdidos, mas a estrutura destas informações. No texto Seu departamento jurídico gerencia textos ou dados? há um exemplo perfeito:

“[…] imagine 1.000 processos trabalhistas que sua empresa recebeu nos últimos três meses. Todos eles têm autores diferentes, mesmo assim todos possuem o campo autor. Todos eles têm valor de ações diferentes, e mesmo assim todos possuem um valor. O texto é diferente, mas a estrutura é a mesma.” Portanto, o texto por si só não  é um dado, mas sim sua estrutura. Portanto, dentro destes 1.000 processos o campo autor é um dado.

Pode parecer que estávamos falando de resultado e de repente o assunto agora é dados. Contudo, pode-se dizer que, no jurídico corporativo, são peças indissociáveis. Afinal, fica difícil apresentar resultados sem dados organizados e bem estruturados para o gerente jurídico apresentar aos seus superiores a efetividade do trabalho prestado por todo o departamento. E aqui, vale repetir: é por meio de indicadores de desempenho (KPIs) que deve acontecer uma boa comunicação entre CEO.

Aqui na ProJuris, entendemos que dados bem organizados, com acesso fácil e com um layout intuitivo e agradável oferecem, dentre outros, 5 principais grandes benefícios:

  1. Identificação de prioridades
  2. Tomada de decisão
  3. Rastreabilidade da origem dos resultados
  4. Localização de anomalias e desvios
  5. Entendimento do negócio

Uma ‘amostra’ do Legal Analytics.

Por isso, a ProJuris lançou o Legal Analytics, o B.I do departamento jurídico

Por conta de todo anseio de um Business Intelligence, ou seja, de uma ferramenta que organize os dados e permita que os profissionais jurídicos possam tomar decisões mais assertivas, criativas e disruptivas para os processo de trabalho do dia a dia e até mesmo para a empresa como um todo, a ProJuris Software Jurídico criou o Legal Analytics – que pode ser integrado ao seu ProJuris, se relacionando com o sistema, onde as empresas já trabalham com gestão de contratos, gestão de processos, e gestão de requisições.

Em suma, você alimenta todo a atividade do jurídico e o ProJuris lê tudo isso e converte em dados estruturados, gerando indicadores como, por exemplo:

  • Tipo de contencioso por UF e por Natureza (PROCON, por exemplo);
  • Localizações com maior volume de demanda
  • Tipos de demanda por localização
  • Visualização de clusters de demanda
  • Processos por comarca
  • Processos pela população

Enfim, imagine que todas estas informações comuns do seu dia a dia, mas que estão unificadas cada um na sua pasta, cada um em seu documento, serão apresentadas todas juntas e organizadas, a fim de organizar padrões de comportamento e tendências, só esperando para que você e sua equipe tomem alguma decisão. E com algumas facilidades de usabilidade que o ProJuris oferece em todas as suas soluções:

  • Produto aberto para as principais ferramentas de BI do mercado (Tableau, Power BI, Qlik View);
  • Diferentes formas de gráfico e exibição visual;
  • Fácil geração de relatórios.

 

E então? O Legal Analytics, B.I jurídico, faz sentido para o seu negócio?  Agende uma demonstração conosco agora mesmo!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *