Plataforma de acordos ou ODR: o que é, como usar e quais as opções

27/04/2023
 / 
21/09/2023
 / 
9 minutos

As plataformas de acordos, ou de resolução de disputas online (plataformas ODR) se popularizaram no mundo, e estão cada vez mais presentes no Brasil. Elas usam a tecnologia para automatizar, parcial ou plenamente, os processos de negociação e acordo entre partes em conflito.

Os consumidores, cada vez mais, tem buscado as plataformas de acordo como um caminho mais célere para obter uma resposta. Prova disso é o crescimento de plataformas como o Consumidor.Gov que, desde sua criação, em 2014, já registrou mais de 6,3 milhões de reclamações – 70% delas respondidas.

Mas a seara consumerista não é o único foco de conflitos para as empresas. Organizações tem usado plataformas de acordo também para negociar em demandas trabalhistas, cíveis, entre outras.

E você, sabe como funciona uma plataforma de acordo? Considerou como esse tipo de plataforma ODR poderia impactar no jurídico da sua empresa? Neste artigo, você entenderá como funciona essa tecnologia, e ainda conhecerá um pouco sobre esse mercado no Brasil.

calcule se usar Projuris Acordos vale a pena

O que é uma plataforma ODR ou plataforma de acordos?

Plataformas de acordo, também chamadas de plataformas ODR (Online Dispute Resolution) são soluções que utilizam a tecnologia para mediar a negociação e a construção de acordos entre duas ou mais partes em conflito.

No Brasil, as plataformas de acordo popularizaram-se mais recente. Mas, nos Estados Unidos e em alguns países europeus, essa é uma tecnologia mais antiga, utilizada desde meados da década de 1990. Em alguns casos, até mesmo incorporada ao sistema judiciário dessas localidades.

Mas, afinal, o que faz uma plataforma de acordos? Ela acaba intermediando a automatização das mais diversas etapas necessárias à resolução de um conflito. Isto inclui, por exemplo:

  • a comunicação entre as partes conflitantes;
  • o cálculo e apresentação de uma proposta;
  • a intermediação da negociação;
  • a construção de um contrato ou termo de acordo;
  • o acompanhamento dos trâmites de execução de acordo; e
  • o fornecimento de dados para geração de indicadores em células de acordo e negociação.

A lista acima é apenas uma amostra das muitas funcionalidades que podem ser abarcadas por uma boa plataforma ODR. Ao longo deste artigo, veremos ainda quais funções e requisitos você não pode deixar de considerar, ao cotar uma plataforma de acordos.

Para que serve uma plataforma ODR?

Uma plataforma de acordo, ou plataforma ODR, serve principalmente para agilizar a obtenção de uma solução para um conflito instalado. Na prática, ela evita que as demandas contenciosas precisem ser levadas à esfera judicial, onde uma única ação pode permanecer por anos sem resolução. E, indiretamente, pode contribuir para reduzir a sobrecarga desse sistema.

Outra abordagem enxerga as plataformas de acordo como uma forma de democratizar o acesso das pessoas aos meios alternativos de resolução de conflitos.

calcule se usar Projuris Acordos vale a pena

E não, menos importante, uma plataforma ODR serve ainda para dar mais eficiência e reduzir os custos que empresas de todos os tamanhos tem, quando precisam enfrentar situações conflituosas com clientes, colaboradores ou parceiros. Como isso é possível?

Nos departamentos jurídicos, plataformas de acordo são usadas para reduzir a quantidade de tarefas manuais e repetitivas que os negociadores precisam realizar. Com essa automatização, negociações e acordos são concluídos em menos tempo, e com menos recursos humanos e financeiros.

Saiba como acordos podem potencializar os resultados do seu escritório de advocacia e departamentos jurídicos, no Juriscast abaixo:

Quem pode usar plataformas de acordo ou ODRs?

As plataformas de acordo podem ser usadas por pessoas naturais e jurídicas, órgãos da administração pública e até mesmo pelo poder judiciário. Contudo, no Brasil, as plataformas ODR são mais populares na resolução de conflitos entre pessoas físicas e jurídicas.

Assim, o uso desse tipo de solução acaba ficando vinculado ao nível de funcionalidades que é oferecido por cada plataforma. E, claro, também fica dependente do avanço da transformação digital, especialmente no setor público.

Mercado de ODRs no Brasil: quais as opções?

Como mencionado, as plataformas de acordo são soluções relativamente recentes no mercado jurídico brasileiro. A maior parte das ferramentas desse tipo surgiu a partir dos anos 2000 e, especialmente, a partir de 2010.

Em parte, essa popularização tardia se deve á ausência de um marco legal claro sobre o tema no país, o que torna o uso de ODRs especialmente restrito nas organizações publicados. Por outro lado, no setor privado, esse cenário permitiu que se expandissem as fronteiras dessa tecnologia.

Segundo a Associação Brasileira de Lawtechs e Legaltechs (AB2L), atualmente existem mais de 15 opções de plataformas de acordo vinculadas à entidade, com diferentes funcionalidades, especialidades e níveis de robustez e experiência.

4 critérios para considerar, na hora de escolher uma plataforma de acordos

Se você trabalha na área contenciosa e recebe muitas demandas desse tipo, uma plataforma ODR pode ajudar sua empresa a economizar recursos e ser mais eficiente na resolução de conflitos. Mas, antes de escolher entre alguma das opções de ferramenta de acordo disponíveis no mercado, é preciso ter alguns critérios em mente.

experimente a plataforma de ODR da Projuris, o Projuris Acordos

Além da questão orçamentária, separamos outros 5 pontos que você não pode deixar de considerar, na hora de escolher sua plataforma ODR. Confira.

1. Flexibilidade e escalabilidade da ferramenta

A plataforma de acordos escolhida deve ser capaz de se comunicar com as demais ferramentas que você usa diariamente, no seu departamento jurídico ou núcleo de acordos, como seu software jurídico. Ele também deve ser minimamente personalizável, para atender às diretrizes da sua marca e à sua política de acordo.

Além disso, uma boa plataforma ODR também deve permitir a escalabilidade das operações da célula de acordos. Se o volume de demandas conflituosas subir, a ferramenta escolhida precisa ser capaz de atender a esse crescimento. Isso envolve, evidentemente, escolher uma plataforma robusta e confiável. Mas, também, uma solução capaz de otimizar a produtividade dos seus negociadores.

2. Segurança de dados

Em tempos de LGPD, é essencial que a plataforma de acordos escolhida garanta a privacidade e proteção dos dados que são geridos por meio da ferramenta. Opte, então, por ferramentas que tem preocupação com a segurança de dados.

3. Treinamento e suporte ao cliente

Antes de contratar qualquer solução ODR, é fundamental verificar se a empresa oferece alguma forma de treinamento ou qualificação para seus negociadores. Priorizar plataformas intuitivas e fáceis também pode ajudar na adesão à solução, dentro da sua equipe.

E, claro, verifique as condições de suporte oferecidas pela plataforma de acordo. Principalmente se você tem uma grande quantidade de negociações para realizar, usando a ferramenta.

experimente o Projuris Acordos

4. Disponibilidade de relatórios e gestão baseada em dados

Uma das maiores vantagens em usar uma plataforma ODR é a possibilidade de obter dados estruturados sobre as suas negociações e acordos. Com esses dados, você pode:

  • definir metas e KPIs para sua equipe;
  • levar à alta gestão indicadores de resolutividade e produtividade;
  • identificar gaps e oportunidades de melhoria;

Em suma, você pode fazer a gestão da sua célula de acordos de modo data driven. Mas, para que isso realmente seja possível, é essencial que a ferramenta ofereça oportunidades de acompanhar esses dados, seja por meio de dashboard e painéis, seja pela extração de relatórios.

Leia também:

Como funciona a plataforma ODR da Projuris? Conheça o Projuris Acordos

O Projuris Acordos é a plataforma de resolução de conflitos online da Projuris. Ela nasceu da união entre a expertise da Projuris e da Justto – uma legaltech com mais de 10 anos de atuação na área de resolução de conflitos, que passou a integrar o Grupo Softplan em 2023.

Assim, o Projuris Acordos reuniu o pioneirismo da plataforma Justto – primeira ODR do Brasil baseada em dados e inteligência jurídica – com a solidez da Projuris no desenvolvimento de soluções tecnológicas para o jurídico.

Mas, o que o Projuris Acordos realmente oferece? Essa pergunta não tem uma resposta curta, já que as funcionalidades da plataforma contemplam todas as etapas da negociação. Mas, mesmo assim, somos lembrados por nossos clientes por:

  • centralizar e unificar toda a comunicação da negociação com as partes: os negociadores acessam um chat omnichannel, e as mensagens podem ser enviadas por e-mail, SMS, WhatsApp e mais.
  • facilidade de integração com outros sistemas de jurimetria, softwares jurídicos e ERPs: a platforma é nativamente integrado ao Projuris Empresas, mas não apenas à ele, podendo se comunicar com outros sistemas utilizados pelo jurídico;
  • operações orientadas por dados: a inteligência do Projuris Acordos usa dados para prever tendências futuras em seus acordos, sugerir ações e identificar possíveis melhorias.

Ficou interessado(a)? Fale com um especialista do Projuris Acordos, para conhecer a plataforma.

Perguntas frequentes

O que são plataformas ODR?

As plataformas ODR são tecnologias (softwares e sistemas) capazes de automatizar e intermediar o processo de negociação e acordo, entre duas ou mais partes conflituosas. Elas são importantes aliadas para aumentar a produtividade das células de acordos, em médias e grandes empresas. E ainda ajudam pessoas físicas a resolverem mais rapidamente seus conflitos trabalhistas, consumeristas, cíveis, e mais.

Como funciona a ODR?

A Online Dispute Resolution (resolução de conflitos online) funciona a partir do uso de tecnologias específicas para mediar diferentes etapas de uma negociação. Em muitos casos, a ODR se vale de ferramentas habilitadas a automatizar parcial ou plenamente algumas dessas etapas.

Conclusão

Como você viu, usar plataformas de acordo não é apenas uma vantagem para as pessoas físicas – que podem obter mais rapidamente resolução para seus conflitos. As plataformas ODR, em última análise, são um recurso essencial para qualquer empresa que tem precisa aumentar a efetividade do departamento jurídico, em matéria contenciosa.

Com boas plataformas de acordo, o jurídico corporativo pode reduzir significativamente os valores empregados na resolução de conflitos, evitando a via judicial, e acelerando a obtenção de uma solução.

Conheça nossa plataforma de acordo (ODR), entre em contato com um especialista do Projuris Acordos.

Receba meus artigos jurídicos por email

Preencha seus dados abaixo e receba um resumo de meus artigos jurídicos 1 vez por mês em seu email

Use as estrelas para avaliar

Média 5 / 5. 1

Nenhum voto até agora! Seja o primeiro a avaliar este post.

Deixe um comentário