gestores analisando indicadores jurídicos e métricas para departamentos jurídicos em uma reunião

Indicadores jurídicos: quais os mais importantes e como escolher?

Tempo de leitura: 4 minutos

Como qualquer outro setor dentro de uma organização, o departamento jurídico também possui indicadores-chave de desempenho, conhecidos como KPIs ou “indicadores jurídicos”.

E o departamento jurídico que não controla estes indicadores tem, fatalmente, dificuldades em comprovar à diretoria o caráter estratégico do setor.

Além disso, um setor que não mensura seu trabalho é um setor que não se aprimora e evolui. Você não pode melhorar aquilo que você não mede e, portanto, desconhece.

Por isso, neste artigo, vamos trazer 19 exemplos de indicadores jurídicos e indicadores de gestão que você pode aplicar no setor. Também vamos ajudar você com dicas sobre como escolher as melhores métricas para departamento jurídico. Vamos lá?

Como definir métricas para o departamento jurídico?

Ter indicadores jurídicos não se trata de encher seu departament de métricas que não serão utilizadas para nada. O propósito é, sempre, identificar indicadores que façam sentido para a realidade do seu jurídico e permitam que a área:

  1. Determine prioridades

  2. Tome decisões baseadas em dados

  3. Rastreie a origem de seus resultados

  4. Localize anomalias e desvios

  5. Entenda melhor o negócio e seu papel na geração de valor para a companhia

Para te ajudar com isso, a Projuris conversou com gestores de departamentos jurídico de empresas líderes, para identificar para quais indicadores um jurídico de alta gestão deve olhar. A partir disso, selecionamos 19 indicadores-chave.

Se você preferir, também pode conhecer outras experiências com indicadores, ouvindo o Juriscast 54, onde o Dr. Ronaldo Amorin compartilha detalhes sobre o processo de implementação de indicadores:

Quais os principais indicadores jurídicos?

Para elencar os principais indicadores do departamento jurídico, iremos dividi-los em três grupos: contencioso, consultivo e contratos.

Cada uma destas categorias desmembrará novos indicadores de desempenho, podendo gerar uma cadeia ilimitada de métricas.

A partir disso, você poderá avaliar o que faz sentido mensurar considerando a demanda com a qual seu departamento jurídico trabalha.

A seguir, confira a lista de 19 indicadores jurídicos essencias que separamos. Eles estão organizados em três grandes blocos: contencioso, consultivo e contratos.

Planilha de Gestão de Contratos

Baixe a planilha e tenha controle de todas as negociações, prazos, pagamentos e estatísticas sobre seus contratos!

BAIXAR PLANILHA AGORA

Indicadores jurídicos de contencioso

Indicador 1: volume de processos

Este indicador dá uma visão gerencial de toda a demanda contenciosa do seu departamento jurídico. Você pode detalhar este dado por natureza, área, filiais e advogados.

Indicador 2: evolução dos processos

Qual o status da sua demanda contenciosa? Quantos processos estão na etapa de entrada, saída ou saldo final?

Indicador 3: fases processuais

Onde estão os processos de sua empresa? Especifique quantos de seus processos estão na vara, tribunal, tribunal superior ou em execução.

Indicador trabalhista 4: turnover

Este é um indicador muito importante para departamentos jurídicos com alta demanda trabalhista, e indica um percentual de quantos processos trabalhistas a empresa está gerando a cada demissão.

Indicador 5: provisão

Este é, sem dúvidas, o indicador mais importante para comprovar o papel estratégico desempenhado pelo departamento jurídico à corporação.

A partir da provisão, o departamento apresenta uma previsão de perda financeira remota, possível e provável.

Leia também: Como fazer provisionamento do contencioso sem dor de cabeça?

Indicadores jurídicos para o consultivo

Indicador 6: volume de requisições

Este indicador dá uma visão gerencial de toda a demanda de requisições de sua empresa. Caso haja necessidade, especifique também o volume por contexto (processos e contratos), filial e cliente interno.

Indicador 7: volume de requisições por período

Este indicador proporcionará uma visão da evolução do volume de requisições abertas ao departamento jurídico no decorrer do ano. Esta informação também pode ser especificada por cliente interno, contexto e filial.

Indicador 8: requisições – SLA

Para departamentos com perfil mais consultivo, este é um dos indicadores mais relevantes. Trata-se da média de tempo que uma requisição leva para ser atendida pelo jurídico.

Indicador 9: requisições iniciadas x requisições finalizadas

Do volume total de requisições, quantas foram finalizadas?

Indicador 10: requisições com andamentos atrasados

Quantas requisições estão com andamentos atrasados? Este é um importante indicador de sucesso para o departamento jurídico.

Indicador 11: SLA – Andamentos por fase da requisição

Aqui, o jurídico tem um detalhamento de seu SLA por fase da requisição, sendo possível avaliar em qual fase do processo está havendo anomalias ou desvios, possibilitando ações de melhoria.

Indicador 12: Requisições – Índice de satisfação

Pouco adianta ao departamento jurídico contar com um SLA excelente se sua entrega está gerando retrabalho para outras áreas.

Em outras palavras, nada adianta ser ágil no atendimento de requisições e não entregar valor. Um índice de satisfação permitirá determinar como as demais áreas estão avaliando a entrega do jurídico.

Leia também: Simplifique e ganhe performance no gerenciamento de Requisições

Indicadores de contratos

Indicador 13: total de contratos ativos

Este indicador dá uma visão gerencial de toda a demanda de contratos de sua empresa.

Indicador 14: valor total dos contratos

Especifique quanto valem, juntos, todos os contratos da corporação.

Indicador 15: valor médio dos contratos

Determine um valor médio de cada contrato.

Indicador 16: média de novos contratos ao mês

Este indicador permitirá visualizar o volume de contratos gerados por mês na empresa, garantindo previsibilidade ao departamento jurídico.

Indicador 17: contratos por status

Dos contratos administrados pelo departamento jurídico, quantos estão ativos, encerrados ou vencidos?

Indicador 18: categorias de contratos

De toda a demanda de contratos de sua empresa, quantos deles são compra e venda, acordos, prestação de serviços, etc?

Indicador 19: contratos a vencer

Este indicador também tem como propósito gerar previsibilidade ao departamento jurídico. Com ele, o jurídico consegue identificar quantos contratos estão por vencer, por mês, até o fim do ano.

Leia também: A gestão de contratos com (e sem) um software jurídico

Como apresentar indicadores do departamento jurídico para a diretoria?

Construímos um modelo de apresentação de indicadores e resultados para departamentos jurídicos em PPT.

Nele, estão reunidos todos os indicadores apresentados neste artigo, em gráficos, prontos para serem editados e apresentados à diretoria.

Faça o download, edite a apresentação com as informações da sua empresa e comprove que seu departamento é um jurídico de resultados.

Modelo de PPT para apresentação de resultados do Departamento Jurídico

Baixe agora e revolucione suas reuniões de apresentação de resultados.

BAIXAR PPT AGORA

Como controlar seus indicadores de forma dinâmica, precisa e eficiente?  

Quantos indicadores seu departamento jurídico controla? E mais importante: como seu departamento jurídico controla seus indicadores?

O mais importante é que o controle de indicadores seja uma ferramenta que gere produtividade ao departamento jurídico, e não uma tarefa que tome mais tempo que as ações para melhorá-los.

Já pensou em controlar os indicadores mais importantes do seu jurídico em tempo real? Então você precisa conhecer o Legal Intelligence, o BI do departamento jurídico.

O Legal Intelligence é uma funcionalidade do software jurídico Projuris Empresas. Ele é integrado com os demais módulos do Projuris, e é atualizado em tempo real.

Por exemplo, seu departamento jurídico gerou uma requisição no Projuris. A partir do lançamento, o Legal Intelligence irá registrar a requisição e acompanhar seus andamentos, calculando automaticamente o SLA e detalhando andamentos por fase, filial, contexto, cliente, etc.

Ou seja, com o Legal Intelligence, o ProJuris transforma a informação do seu departamento jurídico em dados estruturados. Trata-se de uma poderosa ferramenta de trabalho e gestão.

Quer saber mais sobre o Legal Intelligence? Agende uma demonstração do Projuris Empresas:

Experimente o Projuris EMPRESAS

Tecnologia para a gestão do compliance jurídico de demandas como contratos, atos societários, contencioso e diversos outros temas corporativos.

SOLICITE UMA DEMO

O autor Tiago Fachini em foto de perfil

Autor: Tiago Fachini

Siga Tiago Fachini:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.